OPINIÃO

KPI’s muito além da mensuração – por Vanessa Tófano

Vanessa Tófano - KPI's
(Imagem: Andrey_Popov/Shutterstock)

“Quando falamos em KPI’s tratamos de soluções que nos trazem uma avaliação 360º”. Leia o artigo de estreia da comunicadora e empreendedora Vanessa Tófano no Portal Comunique-se

A necessidade de avaliar o trabalho de comunicação e a subjetividade de algumas ações estratégicas traz à tona a discussão sobre os KPI’s – Key Performance Indicators (Indicadores-Chave de Desempenho) para análise do ROI – Return On Investment (Retorno sobre Investimento). Mas o que realmente importa e quais são as principais diferenças entre as tradicionais mensurações?

Leia mais:

O primeiro ponto a esclarecer, apesar de parecer muito óbvio, mas a aplicação prática está longe de ser assim, é que quando falamos em KPI’s tratamos de soluções que nos trazem uma avaliação 360º, que vai e volta em sentido horário e anti-horário. Isto é, falamos sobre um sistema efetivo e mutante, que reproduz exatamente a realidade e traz os impactos diretos das ações ao dia a dia.

Dados quantitativos ou qualitativos fazem parte, inclusive das mensurações utilizadas há décadas nas empresas. Porém, o segredo dos KPI’s está na forma como olhamos para os índices, os coligamos às estratégias e os aplicamos nos planejamentos e nas decisões.

Na fase da definição dos indicadores que serão avaliados, de acordo com os objetivos traçados, é preciso uma análise profunda sobre o cenário e as possibilidades reais de alcance. De nada adianta traçar metas, criar ações, estruturas de comunicação que fogem da realidade e incluir estudos de desempenho sobre as perspectivas mercadológicas.

“O segredo dos KPI’s está na forma como olhamos para os índices, os coligamos às estratégias e os aplicamos nos planejamentos” (Vanessa Tófano)

Utilizar o cenário real aliado às expectativas e dados concretos é fundamental para chegar a KPI’s que realmente fazem a diferença e, inclusive, se tornam capazes de alterar os caminhos.

Na parte prática, a avaliação deve ser de conhecimento de todos os colaboradores, pois ela é um mapa determinante de estratégias micro e macro dentro da organização.

O ideal é conseguir incluir áreas estratégicas ao redor de um mesmo estudo de desempenho para utilizá-lo no planejamento anual como alicerce de todo o conjunto de ações que serão desenvolvidas e estimuladas no período.

As conclusões conquistadas por meio deste estudo afetam diretamente o negócio, gerando conhecimento sobre o cenário vivido. No marketing é cada vez mais comum a aplicação desse sistema, mas muito ainda falta para aprimorar resultados interessantes, pois o que a maioria faz, identificando como um estudo de KPI é apenas a fase de mensuração.

Em certos momentos é somente possível chegar mesmo até aí, mas é preciso saber quando avançar. Para dar o próximo passo é fundamental muito mais do que conhecimento, é necessário tomar as rédeas de um direcionamento eficaz.

“No marketing é cada vez mais comum a aplicação desse sistema, mas muito ainda falta para aprimorar resultados interessantes” (Vanessa Tófano)

SOBRE O AUTOR

avatar

Vanessa Tófano

CEO da RelatioNOW e autoridade em relações públicas. Está à frente de estudos de reposicionamento de marcas e direciona as empresas por meio da inovação, trabalhando o propósito e transformando a visibilidade e as relações institucionais. Além de formação em universidades com índices de excelência, possui especialização em marketing e branding pela Brand Learning UK e pós-graduação em gestão estratégica em comunicação Organizacional pela USP (Universidade de São Paulo).

COMENTAR

COMENTAR