COMUNICAÇÃO

Morte de locutor deixa a crônica esportiva em luto

hércules santos - locutor - narrador - super notícia fm - crônica esportiva
Hércules Santos. Narrador esportivo se despede as 45 anos. (Imagem: divulgação/Super Notícia FM)

Locutor esportivo Hércules Santos morreu na manhã desta quinta-feira, 3. Ele estava internado por causa de uma pneumonia

Em luto, colegas da crônica esportiva de Minas Gerais, onde o profissional trabalha na Super Notícia FM, lamentam a morte

Uma morte por causa de sinusite que evoluiu para pneumonia e acabou em infecção generalizada chocou o público e a crônica esportiva de Minas Gerais. Aos 45 anos, o apresentador e narrador Hércules Santos perdeu nesta manhã a batalha contra o repentino problema de saúde. Contratado da Super Notícia FM, ele estava internado desde segunda-feira, 30 de setembro, no Hospital Semper, em Belo Horizonte.

Leia mais:

Hércules Santos estava na Super Notícia FM desde novembro de 2017. No veículo de comunicação mantido pela Sempre Editora, que também controla os impressos O Tempo e Super Notícia, ele vinha atuando majoritariamente no comando de transmissões esportivas. Em quase dois anos em posse dos microfones da emissora radiofônica, narrou jogos sobretudo do Atlético. Trabalhou diretamente das cabines do Independência e do Mineirão.

Prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Clube Atlético Mineiro, Alexandre Kalil lamentou a morte precoce de Hércules Santos. “Estou absolutamente chocado”, disse, conforme registrado em reportagem do site de O Tempo. O político pontuou, ainda, que a partida do locutor não está sendo lamentada somente por profissionais da crônica esportiva. “Estamos de luto hoje. Belo Horizonte e Minas Gerais perdem um grande profissional. Fará muita falta”, garantiu o mandatário de BH.

Querido nas redações

Natural da própria capital mineira, Hércules Santos se formou em jornalismo pelo Centro Universitário Newton Paiva, lembra o site Portal dos Jornalistas. Foi da sala de aula para construir carreira de sucesso na crônica esportiva — e radiofônica — na cidade. Antes mesmo da graduação, atuou pela Rádio Caratinga. De lá, foi para a Rádio Mineira e pela Rede Mineira de Rádio. Antes da Super Notícia FM, permaneceu por 14 anos no Sistema Globo de Rádio. Por lá, foi estagiário, produtor, repórter, apresentador e narrador.

Por onde passou, Hércules Santos cultivou amizades e admirações. Colega de locução esportiva, Osvaldo “Pequetito” Reis tentou explicar o que o agora saudoso companheiro lhe representa. “Fica comigo esse seu sorriso lindo! Você não virou estrela, Hércules. Você já era uma bela e reluzente estrela”! Você agora é um novo planeta!”, publicou em seu perfil no Facebook. Também contratado da Super Notícia FM, Osvaldo Reis trabalhou ao lado de Hérculos por mais de uma década no projeto futebolístico da CBN-Rádio Globo de Belo Horizonte.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por InstaTEMPO (@otempo) em

“Sabe aquele cara, que por onde passa, muda o ambiente? Sorriso aberto, abraço amigo, papo agradável, brincadeiras saudáveis. O vozeirão e a competência são aliados a uma simplicidade ímpar e da alegria de viver”, destacou Domingos Sávio Baião. “Sou um felizardo, tive a honra de trabalhar ao lado dele em 2010 na Rádio Globo. Tive a honra de aprender com ele que a vida é um presente de Deus”, proseguiu o profissional que é comentarista da Rádio Itatiaia.

Pelas redes sociais, outros jornalistas e colegas de crônica esportiva lamentam a morte de Hércules Santos. O locutor deixa a mulher, Daniela, e dois filhos: Bernardo, de 3 anos, e Ulisses, 1 ano.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se