COMUNICAÇÃO

Notícias atraentes: diversidade de fontes e visualizações de dados

notícias - pesquisa
(Imagem: Divulgação)

O relatório “Improve accountability reporting: How to make the best journalism better for audiences”, publicado em 08 de agosto de 2017 pelo American Press Institute, apresenta ideias que os jornalistas podem adotar para tornar suas notícias mais atraentes ao público.

Com enfoque no formato, o documento aponta caminhos para tornar as histórias mais fáceis de serem compreendidas e assimiladas. As ideias são aplicáveis para todas as práticas em jornalismo, embora tenham inspiração em métodos do jornalismo investigativo, do jornalismo de contexto e do fact-checking.

Segundo o texto, um dos estímulos para a pesquisa foi a circulação massiva de notícias falsas nas últimas eleições dos Estados Unidos, que espalhou desinformação sobre temas relevantes e acentuou a polarização política no país.

Uma das ideias que o relatório aponta é a de apostar no uso de fontes de diferentes lados do espectro político ao apresentar dados sobre um tema, a fim de atingir quantidade maior de pessoas. Outra dica sugere ao jornalista que insira narrativas em reportagens explicativas, para que o público tenha maior empatia e possa se relacionar com o conteúdo apresentado.

O relatório também afirma que os jornalistas devem conhecer sua audiência, apostar na visualização de informações, ter cautela com reportagens “negativistas” e provocar emoções nos leitores. Para chegar a essas conclusões, a pesquisa teve base em entrevistas com escritores, jornalistas, professores e profissionais de psicologia e neurociência.

Ao fim do texto, há onze exemplos de trabalhos jornalísticos que transmitem assuntos complexos de maneira eficaz, mostrando como aplicar as ideias na prática. Aparecem reportagens do Washington Post, do New York Times, da ProPublica e do Wall Street Journal, entre outros veículos.

Leia aqui o documento (em inglês) na íntegra.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

Prêmio Comunique-se 2018