Portal Comunique-se

Obras da primeira edição do Protratar CEIVAP são iniciadas no Vale do Paraíba

Projetos preveem a implantação do sistema de esgotamento sanitário em São José do Barreiro e ampliações na ETE Bandeira Branca, no município de Jacareí

Compartilhe

6/8/2020 –

Os municípios de São José do Barreiro/SP e Jacareí/SP, inscritos na primeira edição do Programa de Tratamento de Águas Residuárias (PROTRATAR) do pelo Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP), já iniciaram suas obras. A obra de São José do Barreiro consiste na implantação do sistema de esgotamento sanitário do município, totalizando um investimento de R$ 6.984.809,18, sendo R$ 6.209.495,36 destinados pelo CEIVAP, somado a R$ 775.313,82 de contrapartida da prefeitura com apoio do Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul (CBH-PS), por meio do Fundo Estadual de Recursos Hídricos de São Paulo (FeHidro). Com esta obra, cerca de 4.147 pessoas serão beneficiadas até o final de 2022.

Na cidade de Jacareí, cujo investimento total está sendo de R$ 1.207.519,63, com repasse de R$ 724.511,78 do CEIVAP e R$ 483.007,85 de contrapartida prefeitura, a obra em andamento é a implantação do 4º tanque de processo e instalação do grupo moto-gerador de emergência na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Bandeira. Estima-se que cerca de 233.662 pessoas sejam beneficiadas até fevereiro de 2021.

O PROTRATAR é uma iniciativa do CEIVAP, que prevê o aporte de recursos ou financiamento para a implantação, implementação e/ou ampliação de sistemas públicos de esgotamento sanitário nos municípios da área da bacia do rio Paraíba do Sul. O lançamento de esgoto sem o tratamento adequado nos mananciais compromete a qualidade da água nas áreas urbanas, inviabilizando o atendimento de usos a jusante, como abastecimento humano, balneabilidade, irrigação, entre outros. Tendo em vista que muitos municípios não possuem esse tratamento ou não disponibilizam o serviço para população, o lançamento desses efluentes nos corpos hídricos comprometem diretamente à saúde pública e o equilíbrio do meio ambiente.

Com o intuito de incentivar a operacionalização de ações efetivas no âmbito do saneamento, na vertente do esgotamento sanitário, o PROTRATAR foi criado em 2017 e desde então vem alavancando recursos visando a redução de cargas poluidoras na bacia do Paraíba do Sul. O aporte de recursos para as três edições do Programa totaliza um montante de aproximadamente 70 milhões.

Panorama do esgotamento sanitário no Brasil

A disposição final do esgoto é uma questão que envolve a saúde de um ecossistema e da população. No Brasil, 43% das pessoas têm seus resíduos coletados e tratados e 12% utilizam fossa séptica (solução individual). Ou seja, 55% possuem tratamento considerado adequado; 18% têm seu esgoto coletado e não tratado, o que pode ser considerado um atendimento precário; e 27% não têm acesso a coleta e tratamento.

Estudos da Agência Nacional de Águas (ANA) apontam que mais de 110 mil km de trechos de rio estão com a qualidade comprometida devido ao excesso de carga orgânica, sendo que em 83.450 km não é mais permitida a captação para abastecimento público devido à poluição e em 27.040 km a captação pode ser feita, mas requer tratamento avançado.

Atuação do CEIVAP na bacia

Criado pelo Decreto Federal nº 1.842, de 22 de março de 1996, CEIVAP é o parlamento no qual ocorrem os debates e decisões descentralizadas sobre as questões relacionadas aos usos múltiplos das águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul. O Comitê é constituído por representantes dos poderes públicos, dos usuários e de organizações sociais com importante atuação para a conservação, preservação e recuperação da qualidade das águas da Bacia.

Website: http://ceivap.org.br

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Publicidade

Papo de Redação

Prêmio 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata

Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata