Pautas & Notas

Rede TV elogiada, redação em romance e nova AI da Odebrecht

franz vacek rede tv
(Imagem: Nathália Carvalho)

Jornalismo da Rede TV é exemplo no Brasil, aponta diplomacia francesa

A Rede TV aparece como exemplo de imprensa brasileira em um documentário da diplomacia francesa. O material veiculado nesta semana revela a equipe do consulado francês em visita aos estúdios da emissora para a produção do filme. O time foi recebido pelo superintendente de jornalismo e esportes da emissora, Franz Vacek, que mostrou os bastidores do ‘Rede TV News’.

“É um exemplo positivo para o mundo essa relação que é cada vez melhor entre os diplomatas franceses e a imprensa na troca de conteúdo, de informações privilegiadas e na apuração”, diz Franz Vacek. “O trabalho com a imprensa faz parte da diplomacia. É preciso explicar aos cidadões do país onde estamos, onde residimos, o que o nosso país faz e comunicar sobre os nossos valores, que são tão proximos aos do Brasil”, complementou o cônsul geral da França, Brieuc Pont.

edelman-significa-original

Edelman Significa assume contas de comunicação da Odebrecht

A nova estratégia de relacionamento e comunicação da Odebrecht será criada pela Edelman Significa, agência que acaba de ser contratada pela marca para fornecer serviços de pesquisa, planejamento, engajamento interno e comunicação digital. A agência CDN continuará realizando os serviços de consultoria e relacionamento com a imprensa e auditoria de imagem na mídia.

Segundo as informações, a fase vai exigir reformulação dos canais de comunicação. Para o trabalho, o time de atendimento será liderado por Ana Paula Sartor (ana.sartor@edelmansignifica.com), com direção de Mariana Ramos e Daniela Ferreira, e consultoria estratégica de Cristina Schachtitz, VPE de Engajamento Corporativo, e Diogo Braga, VPE de Digital, Criação & Mídia.

capa-cidade_perdida2

Em livro, jornalista relata crimes e disputas em uma redação

A jornalista Nathalia Alvitos lança o romance policial Cidade Perdida. A obra, que chega por meio da editora portuguesa Chiado, revela um jogo de poder que envolve políticos, traficantes, polícias e imprensa televisiva. Esse é o segundo livro da autora.

Na trama, Lana Garcia é uma inspetora da polícia civil capaz de desvendar todos os crimes que caem em suas mãos. Temida por todos que exercem o mínimo de poder, ela se alimenta de proteger a cidade à sua maneira e só confia em uma pessoa: o comissário Germano, a quem chama de mestre. Mas, ao ser escalada para investigar um assassino em série, que tem como alvos homens poderosos de uma emissora nacional de TV, se vê em um mundo construído por segredos inesperados.

Nathalia Alvitos é jornalista formada pela PUC-Rio e se especializou em Segurança Pública com cursos em Israel e no Rio de Janeiro. Trabalhou na Marinha do Brasil, Globo, Bandeirantes e Record, emissora em que se tornou repórter policial. Em 2015 iniciou sua carreira na literatura com o romance “Lavínia: no limite”.

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino