Portal Comunique-se

Sim, você pode dizer não

clipping-curadoria-2

É muito comum ver uma expressão de pânico no rosto dos meus clientes da consultoria quando falo que podem dizer não para alguém. E se afirmo que devem agir dessa forma no trabalho, é ainda pior. Mas nada se compara à reação deles quando revelo que o(a) chefe pode ser a pessoa que irá receber uma resposta negativa.

O medo surge por diferentes razões e uma delas é porque as pessoas imaginam que, ao serem aconselhadas a agir dessa forma, devem apenas dizer não e ponto. Se fosse assim, isso seria mesmo um problema. Mas negar algo a alguém vai muito além disso. Sempre que pensar em reagir desse modo, considere o “não negociado”. Ou seja, a resposta negativa deve ser seguida por uma explicação ou uma pergunta.

Vamos ver um exemplo: a sua agenda do dia está 100% ocupada e, levando em conta os prazos das entregas, nada pode ser adiado. Mas você recebe uma solicitação urgente, importante e que deve ser feita naquele dia, sem negociação. Porém, não é uma opção ficar até mais tarde no escritório, porque é aniversário da sua mãe. Se você disser apenas um não, provavelmente será visto(a) como um(a) profissional pouco comprometido(a) ou irresponsável. Sem contar que alguém que está desesperado(a) com uma entrega não vai aceitar um simples não como resposta. E se você disser sim, vai perder um compromisso importante e inadiável.

Nesse caso, você pode conversar com os responsáveis por todas as tarefas que já estavam em sua agenda e negociar prazos. Explique que a nova atividade é muito importante e urgente. Perguntar a opinião dos líderes das entregas sempre ajuda (“surgiu uma tarefa inadiável; você acha que podemos mudar o prazo do seu pedido para quando?”) – as pessoas gostam de ser consultadas e sentir que têm poder de decisão. E se puder levar o(a) dono(a) da nova solicitação com você, como o seu “patrocinador”, é ainda melhor.

Comece fazendo esse exercício uma vez por mês e aumente a frequência dele gradativamente. Com certeza a sua rotina será mais leve, os(as) colegas de trabalho terão uma imagem positiva de você e a sua habilidade de negociação irá melhorar muito.

Para mais informações, entre em contato.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata