noticias-corporativas

SulAmérica é patrocinadora master do eFestival, plataforma digital que revela novos talentos da música brasileira

O projeto, que completa duas décadas em 2021, já impactou mais de 20 milhões de pessoas por meio das mídias sociais e 1 milhão de espectadores ao vivo

São Paulo 8/4/2021 – eFestival já impactou 20 milhões de pessoas

Ao completar 125 anos, a SulAmérica investe na plataforma digital eFestival com o apoio da Uninassau e Chilli Beans. Considerada uma das plataformas precursoras no Brasil para a valorização da cultura e o estímulo a novos talentos da música, em 2021 o eFestival tem também a missão de movimentar o cenário cultural do país bastante afetado pela pandemia de COVID-19, onde shows, eventos e convenções foram cancelados e adiados por tempo indeterminado, levando artistas, produtores e empreendedores a perderem suas receitas, gerando um alto índice de demissões no segmento do entretenimento.

Conforme dados da Pesquisa de Percepção dos Impactos da COVID-19 nos Setores Cultural e Criativo do Brasil, publicada pela UNESCO em dezembro de 2020, o setor cultural e criativo, que responde por cerca de 2,64% do PIB (de acordo com a Firjan) foi um dos mais impactados pela crise global decorrente da COVID-19.

“O eFestival tem uma importante missão neste momento, que é a de movimentar o mercado cultural”, explica Pedro Bianco, presidente da Dançar Marketing e idealizador do projeto, que tem duração de oito meses, é dividido em duas categorias (Instrumental e Canção) e acontece em quatro etapas, sendo a primeira relacionada às inscrições pelo site, a segunda à análise curatorial, a terceira à votação popular e, por último, à premiação, quando os vencedores se apresentam com um artista consagrado, além de receberem quantia em dinheiro e coaching de carreira.

No site efestival.com.br (totalmente acessível), Carlinhos Brown e Tony Bellotto (Titãs) reafirmam o apoio ao projeto, explicando passo a passo como se inscrever e apresentando um breve histórico do festival que neste ano, além do público geral, inclui uma subcategoria exclusiva para “Profissionais da Saúde” onde poderão apresentar seus talentos musicais que muitas vezes são uma válvula de escape em suas rotinas tão intensas e árduas nos dias atuais.

“Realizado na internet desde 2001 (com o patrocínio inicial da IBM e, posteriormente, da Samsung), o eFestival já gerou mais de 30 mil empregos no país e este ano ganha ainda mais relevância num cenário em que, por conta da COVID-19, o meio artístico foi profundamente afetado. Talentos que desejam ascensão, protagonismo na cena musical e que dependem da realização de shows e apresentações para manutenção de suas rendas, têm a oportunidade de impulsionar suas carreiras e ganhar visibilidade”, explica Pedro Bianco.

Ao mobilizar milhares de artistas e fãs, num momento em que o digital tem sido a única opção para muitos talentos, o festival ganha especial destaque, criando oportunidades, fomentando a cadeia produtiva e deixando um legado em todo o território nacional.

Com produção da Dançar Marketing, “que neste ano inicia as celebrações de 40 anos como a mais consistente empresa de marketing e entretenimento do Brasil”, de acordo com Pedro Bianco, seu presidente, a plataforma eFestival é realizada em parceria com o Ministério do Turismo – através de sua Secretaria Especial da Cultura – e com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Informações para a Imprensa:
Primeira Página | Assessoria de Comunicação e Eventos
Jornalista responsável: Luiz Carlos Franco
ppagina@ppagina.com
www.ppagina.com
(11) 994750413
Rua Loefgreen, 579
Vila Mariana | 04040.030 | São Paulo/SP

Website: http://www.efestival.com.br