cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds Vendas no e-commerce atingem R$ 40 bilhões no 1º trimestre - Portal Comunique-se cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds
Portal Comunique-se

Vendas no e-commerce atingem R$ 40 bilhões no 1º trimestre

nutra brasil - topo mega banner
cURL Error: Connection timed out after 10000 milliseconds

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), no primeiro trimestre de 2023 as vendas no e-commerce brasileiro atingiram R$ 40 bilhões. A entidade prevê que, até o fim deste ano, as transações no comércio eletrônico alcancem um faturamento de R$ 172 bilhões.

O levantamento da ABComm constatou, ainda, que as vendas no e-commerce representam uma fatia de 10% de todas as vendas realizadas pelo segmento de varejo no Brasil. Nos Estados Unidos e na China, por exemplo, essas taxas são, respectivamente, de 20,8% e de 27,7%.

Para Alexandre Nogueira, CEO e fundador da Universidade Marketplaces, plataforma especializada em cursos e consultoria para vendas em marketplaces, esses dados mostram o potencial de expansão do comércio eletrônico no país e de abertura para novos empreendedores.

O Brasil é o líder no ranking de e-commerce na América Latina, com 128 milhões de compradores digitais, seguido de México (60 milhões) e Argentina (25 milhões). Em toda a América Latina, o total movimentado pelo varejo eletrônico ultrapassou a marca de US$ 100 bilhões em 2021 e deve superar os US$ 200 bilhões em 2026 – cerca de 2,8% das vendas globais em e-commerce. A expectativa é que as vendas no varejo eletrônico na região cresçam 14,3% em 2023, colocando-a atrás apenas do Oriente Médio/África, que tem previsão de crescimento de 16%.

Expansão do setor de marketplace

Alexandre Nogueira destaca o aumento da participação das plataformas de marketplace, que reúnem vários lojistas em um mesmo ambiente de vendas virtual, no total de faturamento do varejo eletrônico. “Em 2017, de acordo com a ABComm, dos R$ 48 bilhões de faturamento, os marketplaces representaram 20%. Em 2022, os marketplaces foram responsáveis por 79,8% dos R$ 169 bilhões de faturamento”, afirma.

Para aproveitar a expansão desse setor e ajudar a aquecê-lo, o CEO da Universidade Marketplaces destaca a importância de oferecer cursos especializados destinados a empreendedores que queiram ingressar nesse mercado. “Nossa instituição oferece um curso gratuito e 100% online para vendedores que desejem entrar no comércio eletrônico para que consigam ter constância de vendas e se manter competitivos”.

Entre os principais pontos abordados no curso, Nogueira cita estratégias para a criação e a otimização de anúncios, análise do mercado e da concorrência e order fulfillment (conjunto de processos envolvidos na operação logística, do recebimento do pedido à entrega do produto). “Com isso, auxiliamos vendedores a se diferenciarem da concorrência e avançarem para outro nível”, pontua. 

Segundo o relatório “Setores do e-commerce no Brasil”, publicado em julho deste ano pela agência de SEO e marketing digital Conversion, os acessos mensais no setor de marketplace em junho chegaram a 943,4 milhões; a maior parte do tráfego mensal (722,1 milhões) acontece na internet, enquanto os aplicativos respondem pelo restante (221,3 milhões).

Para saber mais, basta acessar https://pg.universidademarketplaces.com.br/home

Compartilhe
0
0
nutra brasil - topo mega banner
cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds