OPINIÃO

Você cumpre as suas promessas?

promessas
(Imagem: reprodução)

“Desde que iniciei o meu trabalho como consultora em eficácia e felicidade no trabalho, tenho observado que o não cumprimento de promessas é uma das razões para tudo ser urgente”. Leia mais um artigo de Lygia Pontes

Desde que iniciei o meu trabalho como consultora em eficácia e felicidade no trabalho, tenho observado que o não cumprimento de promessas é uma das razões para tudo ser urgente. Quantas vezes você ou um(a) colega de trabalho cumpriu as promessas de “daqui 5 minutinhos eu falo com você”? Tenho certeza de que poucas vezes. Por isso, quando alguém diz que precisa de um tempo, tratamos logo de usar todos os argumentos possíveis para que a pessoa nos escute naquele momento e dizer “é urgente” é um dos que mais funciona.

Leia mais:

Uma forma muito eficaz de evitar que tudo que chegue até você seja “urgente” é começar a cumprir suas promessas. Sempre que precisar de um tempo para terminar algo antes de engatar em outro assunto ou conversa com um(a) colega no trabalho, pense em quantos minutos ou horas realmente precisa e avise a pessoa que estará disponível a partir daí. Se perceber que corre o risco de se esquecer, anote na agenda que precisa falar com seu(sua) colega daqui x tempo.

“Quantas vezes você ou um(a) colega de trabalho cumpriu as promessas de ‘daqui 5 minutinhos eu falo com você’?”

Na primeira vez que você cumprir as promessas de conversar com seu(sua) colega de trabalho depois do tempo combinado, é provável que ele/a se surpreenda. ,Mas conforme você adquirir esse hábito, as pessoas vão se acostumar com isso e você verá que o número de vezes em que é interrompido(a) no trabalho começará a diminuir. Além disso, essas interrupções só acontecerão quando for um assunto realmente urgente.

***** ***** ***** ***** *****

Por Lygia Pontes. Advisor, Consultora e Palestrante em eficácia e felicidade profissional.

SOBRE O AUTOR

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR