COMUNICAÇÃO ESPECIAIS

Top 3 ‘barracos’ da imprensa esportiva na pandemia

jornalistas esportivos

Frequentemente, jornalistas esportivos se envolvem em discussões. O motivo é claro: são profissionais com muito conhecimento sobre esporte e, além disso, uma pontinha de fanatismo e amor por alguma equipe. Por isso, as discordâncias ao vivo, como a entrevista entre Kajuru e o boxeador Mário Soares, em 2004, se tornaram momentos históricos para os espectadores.

Durante a pandemia da Covid-19, mesmo com a suspensão dos jogos esportivos, apresentadores continuaram com os ‘barracos’, seja durante os programas ou nas redes sociais. Na última semana, a briga entre ‘Benja’ e Facincani reacendeu os ânimos do público e, para lembrar esses momentos, separamos três bate-bocas entre jornalistas esportivos que aconteceram ao vivo e marcaram esse período.

1- Benjamin Back e Facincani

O caso mais recente foi a discussão entre o apresentador Benjamin Back e o comentarista Felipe Facincani durante o Fox Sports Rádio, no dia 21 de setembro. Desde o início da pandemia, o canal segue o modelo de apresentação dos programas por chamadas de vídeo e, desta vez, esse foi o motivo para a briga. Por um problema na internet e o aviso de que a transmissão de Facincani teria caído, Benjamin iniciou uma briga com o colega.

O fato gerou muitos comentários nas redes sociais, de pessoas que dividiram opiniões a respeito de quem estaria certo em suas reclamações.

2- Casagrande e Caio Ribeiro

A discussão entre os comentaristas esportivos Walter Casagrande e Caio Ribeiro aconteceu durante o programa ‘Bem, Amigos!”, do SporTV, em maio deste ano. Após criticar a forma como o jogador de futebol Raí se posicionou contra a condução do Presidente Jair Bolsonaro à pandemia, os dois entraram em debate.

Leia mais:

Novo quadro da Rádio CBN e site 32xSP retrata desigualdades das subprefeituras de São Paulo
Escola Digitalista abre inscrições para série sobre Marketing Digital para jornalistas

Na ocasião, Casagrande chegou a afirmar que isso ocorria porque Caio não é claro em seus posicionamentos e, por isso, seria a segunda vez que o programa era utilizado para que ele se explicasse.

3- Edilson Capetinha e Fernando Fernandes

Em março, no início da pandemia, o comentarista esportivo Edilson discutiu com o repórter Fernando Fernandes durante o programa ‘Os donos da bola’, apresentado na Band. O ‘barraco’ aconteceu durante a análise de um jogo entre Grêmio e Internacional, na qual Edilson afirmou que Fernando não entendia de futebol, já que nunca havia feito um gol. O apresentador, Neto, precisou interferir, chamando o intervalo.

SOBRE O AUTOR

Julia Renó

Jornalista, 23 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS) e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

COMENTAR

COMENTAR