COMUNICAÇÃO

Bolsonaro acusa colunista do Estadão de estar a serviço de Doria

jair bolsonaro acusa sonia racy colunista do estadao de ser funcionaria de joao doria - agencia brasil
Brasília - Deputado Jair Bolsonaro discursa durante sessão para eleição do presidente da Câmara dos Deputados e demais membros da mesa diretora (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Informação publicada por Sonia Racy no site do Estadão irritou Jair Bolsonaro. O presidenciável gravou vídeo acusando a colunista de ser funcionária de João Doria, além de estar a serviço do PSDB

“Ao ser indagado, em recente encontro de empresários, sobre como se aproximou de Paulo Guedes, Bolsonaro não titubeou: ‘Sabe o que você sente quando entra em uma sala e vê uma mulher gostosa? Vai atrás até pegar. Foi o que fiz'”. Esse conteúdo assinado por Sonia Racy na versão online do Estadão irritou o deputado federal e pré-candidato à presidência da República. Além de negar a informação publicada, o integrante do PSL gravou vídeo e acusou a colunista de estar a serviço de João Doria.

Postulante do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria apresentou durante anos o ‘Show Business’. Atração semanal de entrevistas exibida pela Band, o tucano deixou o posto em 2016 para se candidatar à prefeitura paulistana. Depois de uma temporada sob comando de Luiz Marins, o programa passou a ser apresentado pela jornalista Sonia Racy. Essa sucessão fez Bolsonaro, sem comprovação alguma, acusar a comunicadora do Estadão de ser “funcionária” do político tucano.

“Quem é a senhora Sonia Racy? Ela está empregada com o senhor João Doria desde 2016. João Doria do PSDB. Ou seja: ela está a serviço do PSDB para denegrir-me [SIC], para me caluniar, para querer me tirar de combate na corrida presidencial. E quer com isso me jogar contra as mulheres do Brasil. É a mesma ladainha de sempre”, acusou o presidenciável. Para supor a relação profissional da colunista com o adversário político, o deputado mostrou print com notícia da Folha de S. Paulo. Texto de Mônica Bergamo anunciando que a empresa controlada pela família do tucano tinha contratado de fato a jornalista do Estadão. Bolsonaro fez questão de dizer que não tinha usado o termo “gostosa” no encontro em questão.

Doria e Sonia Racy negam acusação

Diante da acusação feita por alguém que planeja se tornar presidente da República, João Doria e Sonia Racy se manifestaram. O tucano negou que a jornalista seja funcionária do Grupo Doria, empresa controlada por sua família — indo contra o que foi publicado há quase dois anos por Monica Bergamo na Folha de S. Paulo. Ele disse que a comunicadora é contratada direta da TV Bandeirantes. A emissora é a responsável por exibir o ‘Show Business’ em cadeia nacional. O ex-prefeito de São Paulo ainda pede para Bolsonaro pedir desculpas pela desinformação.

Por meio do blog Direto da Fonte, Sonia Racy fez postagens para se defender da acusação proferida por Jair Bolsonaro. Em um delas, postou a primeira página do que seria o seu contrato de trabalho com a Band. Em outro momento, divulgou a conversa telefônica que teve com o pré-candidato do PSL. O conteúdo demonstra que Bolsonaro quis saber quem foram as pessoas que teriam passado informações para a colunista do Estadão. Por fim, a jornalista se disse surpreendida com a atitude – e o vídeo – do presidenciável.

Leia mais:

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR