COMUNICAÇÃO

Faturamento com merchans fez Datena desistir da política

merchans - datena - coluna ondas curtas - anderson cheni
(Imagem: reprodução/iG/Thinkstock)

A possibilidade de perder os famosos merchans que faz na tela da Band pesaram para José Luiz Datena desistir de investir na carreira política. O jornalista chegou a se colocar como pré-candidato ao Senado pelo DEM paulista. Informação é destaque da coluna ‘Ondas Curtas’, de Anderson Cheni, articulista-parceiro do Portal Comunique-se

Merchans X Senado

A generosa verba que deixaria de arrecadar em testemunhais “merchans” teve peso maior que o pedido da família na decisão de José Luiz Datena em abandonar a disputa por uma das vagas no Senado pelo DEM de São Paulo. A coluna teve acesso a informação exclusiva de que o apresentador ficou sabendo que, mesmo se elegendo, os anunciantes não iriam mais associar suas marcas ao apresentador-senador. Assim que constatou o fato, ele decidiu pular fora da aventura política. Vale registrar: cerca de 70% do seu bom – e merecido salário – vem em testemunhas merchans nos programas que faz na tela da Band.

Mais notícias sobre Datena:

Rádio na Copa

Mesmo em menor número em relação à cobertura da Copa de 2014, as emissoras derádio que estão cobrindo o mundial na Rússia estão fazendo ótimo trabalho. Cada uma com sua linha editorial e com seu investimento, mas nenhuma está desempenhando um mau papel. O destaque positivo fica para a cobertura da Transmérica de SP, veículo radiofônico que tem o maior número de profissionais (sem contar conglomerado) em solo russo. Quando o assunto é cobertura multimídia (rádio,TV, jornal e internet), vale menções ao Grupo RBS e ao Grupo Bandeirantes.

Rádio Sagres (Goiânia), Itatiaia (Belo Horizonte), Jornal do Commercio (Recife) e Verdes Mares (Fortaleza) também chamam a atenção. Mesmo com poucos enviados para o torneio, Jovem Pan, apenas com Nilson César, e Globo/CBN, com Gustavo Zupack (SP) e Eraldo Leite (RJ) fazem um bom trabalho. A se lamentar somente, no caso da Globo/CBN, a ausência dos narradores titulares de suas respectivas praças. Fato difícil de assimilar diante da propagada “sinergia” do Grupo Globo, que para televisão levou tanta gente à Rússia. Certamente, dois ou três profissionais a mais não fariam a diferença no pesado orçamento da empresa.

Mesmo diante de tantas dificuldades financeiras, a Super Rádio Tupi do Rio de Janeiro cobre a Copa do Mundo. De forma discreta, mas cobre o evento. O trabalho não compromete, mesmo com a dúvida cruel em relação à ida ou ausência de José Carlos Araújo em solo. Será que o Garotinho da locução esportiva foi mesmo para a Rússia?

Fora do ar

Depois de 16 anos na Energia 97, emissora em que integrava o ‘Estádio 97’, e quase três anos na 98 FM de BH, o humorista Gilberto Rodriguez, o popular “Portuga”, não está mais na emissora mineira. Por lá, ele se destacava nos programas feitos no estúdio e nos comentários das partidas do Cruzeiro. Portuga cairia como uma luva na Super Notícia FM, de Contagem/Belo Horizonte, emissora que vem investindo bastante no futebol e no humor. Vale pensar até no retorno de Portuga ao ‘Estádio 97’. O programa não conta há um bom tempo com Rudy Landucci (que está na Rádio Globo) e Benjamin Back (Fox Sports). Portuga seria um reforço de peso para qualquer veículo.

Voltando…

Nos bastidores, a movimentação é muito forte para que um grande prefixo esportivo das décadas de 80 e 90 volte a ter um departamento de esportes. Por enquanto, contudo, o martelo não foi batido.

Nova equipe

A coluna publicou antes da Copa que um novo canal no FM de São Paulo teria uma equipe esportiva. O projeto deu uma esfriada com a chegada do inverno e, principalmente, com a ausência de garantias para arrendar horário.

Sem bola rolando

A Rádio Capital de São Paulo não terá mais cobertura esportiva nos estádios ou no estúdio. A tradicional “bola rolando” dará uma parada por enquanto. O programa ‘Show de Bola Capital’ segue normalmente na grade da emissora, de segunda a sexta-feira, das 18h às 19h. O programa tem comando de Weber Lima. Além dele, os ex-jogadores César Sampaio, Zetti e Basílio ficam todos os dias no estúdio para debater as principais informações do mundo do futebol.

Investimento em vídeo

A Jovem Pan (leia-se Tutinha) está investindo milhões de reais na reforma pesada de um andar inteiro do prédio que já abriga o AM e o FM da emissora na Avenida Paulista. O investimento em tecnologia e internet vai focar ainda mais nas plataformas audiovisuais. O lançamento da Jovem Pan na Web (pode ser outro nome) terá como produtos principais o programa ‘Pânico’, o jornalismo e o esporte.

Acerto formal

O Esporte Interativo, acaba de contratar o jornalista Ademir Quintino. Ele está no canal desde janeiro de 20017 e faz parte do ‘Mais 90’, um dos principais programas do canal, mas até o momento tinha apenas um acordo pontual. A partir de agora, passa a ser contratado do EI. O vínculo do profissional com a emissora vai até o fim de 2020. Além do ‘Mais 90’, Ademir Quintino está no ‘De Placa’ e passa a ser um dos nomes para compor o time de comentaristas do canal que a partir do ano que vem terá exclusividade na transmissão de alguns jogos do Campeonato Brasileiro.

Novo gestor

A Rádio Poliesportiva, uma das melhores emissoras online no segmento esportivo, terá a partir de agosto o gestor de comunicação Flávio Perez. Com experiência em grandes eventos internacionais – como Olimpíada Rio 2016, regata de Volta ao Mundo e Fórmula E -, o ex-radialista da ABC e Eldorado terá a missão de buscar novas parcerias para a emissora web. Ele também buscará ampliar a cobertura da web rádio, que já cobre, além das partidas de futebol, Superliga de Vôlei, NBB e SPFL (futebol americano). Flávio Perez está afastado do rádio desde dezembro de 2010, quando foi vítima de um acidente de helicóptero. Ele era repórter da Eldorado e, na emissora do Limão, fez coberturas de eventos olímpicos e, antes da parceria com a ESPN, era figura carimbada nos jogos dos times paulistas. Flávio Perez é gestor de marketing esportivo e sócio-diretor da On Board Sports, agência de comunicação focada em esporte olímpicos.

Mulheres locutoras

Narradora do EI

Com o fim da Copa do Mundo, a expectativa é para que o Esporte Interativo finalmente coloque para trabalhar a narradora Vivi Falconi. Ela foi a vencedora do concurso de narração promovido pelo canal no primeiro semestre. Será que isso vai ocorrer mesmo?

Narradora da Fox

Na Fox, Isabelly Morais, Renata Silveira e Manuela Avena seguem seus últimos dias narrando jogos da Copa do Mundo e participando da mesa feminina de debates. A curadoria do projeto “Sabe Quem Narra” foi de Vanessa Riche. Seria muito interessante que pelo menos uma narradora ficasse na emissora. Assim, o telespectador teria uma mulher narrando em três dos quatro canais esportivos na TV fechada. A ausência ficaria por parte do SporTV.

Narradora da ESPN

Na ESPN, Luciana Mariano é a única narradora do canal. Após a Copa do Mundo, ela deve aparecer com mais frequências nas transmissões do canal.

 

SOBRE O AUTOR

Anderson Cheni

Anderson Cheni

Jornalista. Editor do blog Cheni no Campo, página que está no ar há mais de 10 anos. Apresentador da RIT TV e narrador esportivo do Portal Terra e da Enterplay TV. Proprietário da Cheni no Campo, empresa especializada em locução, narração esportiva e producão de eventos corporativos. Com mais de 20 anos de atuação na cobertura esportiva, soma passagens por emissoras de rádio de Mato Grosso e Capivari (SP). Em São Paulo, trabalhou nas rádios Record, Capital, Globo e CBN e nas TVs Sky e Rede Brasil. Foi editor-chefe do extinto jornal O Fiel.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR