COMUNICAÇÃO

Brasileiros podem contribuir com ideias e experiências para plano global de sustentabilidade do jornalismo

jornalismo

O Fórum sobre Informação e Democracia criou um grupo de trabalho destinado a propor soluções para a sustentabilidade do jornalismo de qualidade e jornalistas brasileiros são convidados para contribuir. A informação foi divulgada esta semana em matéria publicada no MediaTalks.

O projeto reunirá experiências e recomendações estruturais sobre o assunto. O documento final será publicado em maio. Pessoas e organizações que contribuírem vão figurar no relatório final, se assim o desejarem. O programa envolve três áreas:

Boas práticas de organizações independentes com e sem fins lucrativos

O resumo das boas práticas será compartilhado para que outras mídias independentes aprendam com os modelos de negócios sustentáveis ​​para o jornalismo digital.

Regulamentação capaz de favorecer um ambiente propício para a sustentabilidade do jornalismo

O grupo de trabalho formulará recomendações sobre políticas de regulamentação que aumentem direta ou indiretamente as receitas de empresas jornalísticas, de forma a permitir que mantenham independência em relação a políticos e integrantes de governos.

Leia mais:

Entre a ameaça de Nego Di e a suspensão de Bocardi, o que a polêmica revela sobre a Globo?
No RJ, rádio 94 FM volta a se chamar rádio Roquette Pinto

Recomendações para políticas públicas

O grupo de trabalho apresentará propostas para mecanismos de subsídio públicos, com especial atenção a critérios que assegurem um processo justo, transparente e que não afete a independência editorial. Isso incluirá modelos de financiamento estatal, benefícios não financeiros, benefícios fiscais e assistência ao desenvolvimento da indústria.

As sugestões são abertas a jornalistas, gestores de mídia, formuladores de políticas, pesquisadores, juristas, investidores, técnicos e representantes da sociedade civil. Os interessados podem enviar as contribuições até o dia 28 de fevereiro, por meio do formulário online ou pelo envio de estudos para o e-mail contributions@informationdemocracy.org. Mais informações podem ser obtidas na matéria do MediaTalks.