COMUNICAÇÃO

Casa de jornalista é atacada no interior de Minas Gerais

casa de jornalista - minas gerais - atacada - bandeira do sul - jornal vox - adenilson miguel
(Imagem: reprodução)

Rojão foi disparado contra a residência de Adenilson Miguel, editor do Jornal Vox, na cidade de Bandeira do Sul (MG). Além do artefato, foi deixado um bilhete na casa do jornalista, que se dedica a cobrir o noticiário do sul de Minas Gerais

A casa do jornalista Adenilson Miguel, em Bandeira do Sul (MG), foi alvo de um rojão no início da madrugada da última quinta-feira, 9. A polícia foi contatada após o ataque. Além de resquícios do artefato explosivo, encontrou-se um bilhete de ameaça. “Vai morrer viado Vox” foi o conteúdo escrito. Adenilson Miguel é editor do Jornal Vox, veículo focado no noticiário da região no sul de Minas Gerais.

O ataque ocorreu poucas horas depois do jornalista divulgar em grupos de WhatsApp locais a informação de que funcionários da prefeitura de Bandeira do Sul estavam recebendo horas extras indevidas. A denúncia teve com base holerites dos servidores da cidade do interior de Minas Gerais.

Para Adenilson Miguel, o rojão e o bilhete foram uma retaliação ao seu trabalho. Segundo o jornalista, entre a divulgação e o ataque, um político da região telefonou para pessoas da cidade com a intenção de descobrir quem espalhou a notícia. Uma fonte local confirmou a informação.

Miguel registrou boletim de ocorrência na manhã seguinte. O caso está sob a responsabilidade da Polícia Civil de Campestre, cidade vizinha de Bandeira do Sul. Berenice Alves Pereira, investigadora da delegacia local, afirmou que as investigações ainda não avançaram. Ela alega falta de contingente. O jornalista registrou reclamação pela demora na Ouvidoria Geral do Estado.

O jornalista ameaçado

Adenilson Miguel é formado em jornalismo pela Universidad Nacional de Educación a Distancia de Madrid. Ele é natural de Bandeira do Sul. Atua como jornalista na cidade desde que retornou ao interior de Minas Gerais, há cerca de quatro anos. Segundo ele, é comum que pessoas a mando de vereadores e membros do Executivo pressionem os jornalistas da cidade para revelar as fontes das notícias.

Após o ataque contra sua residência, o editor do Jornal Vox planeja um retorno para a Espanha. Ele diz temer por sua segurança.

Leia mais:

***** ***** ***** ***** *****

Por Rafael Oliveira.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR