COMUNICAÇÃO

Dove produz campanha racista e pede desculpas após críticas

racismo - dove - publicidade
(Imagem: Reprodução/Facebook)

A marca de produtos para cuidados pessoais Dove se desculpou após publicar anúncio racista em sua fan page dos Estados Unidos. Criticada nas redes sociais, a empresa se desculpou. Na peça publicitária apagada logo após a veiculação do pedido de desculpas, uma mulher negra tirava uma camiseta marrom e se transformava em outra mulher, branca, ruiva e com roupa mais clara, esta se convertia em uma jovem branca de cabelos pretos. As informações são do El País.

Propriedade da companhia Unilever, a marca declarou que errou ao “representar as mulheres de cor, e lamentamos profundamente os danos causados”. O pedido de desculpas também foi veiculado via Twitter e Facebook.

A usuária Nay the mua, maquiadora norte-americana negra, denunciou o anúncio em seu mural. “Estava navegando pelo Facebook e este anúncio da Dove me aparece”, disse. A marca respondeu a ela que as imagens pretendiam mostrar os benefícios do produto destinado a “para todos os tipos de pele”.

dove-campanha - racismo
Campanha Dove divulgada nas redes sociais (Imagem: Reprodução/Facebook)

Por meio do Twitter, a marca da Unilever disse: “Uma imagem que publicamos recentemente no Facebook errou ao representar mulheres negras de forma desrespeitosa. Lamentamos profundamente a ofensa que causou [o anúncio]”.

A publicação original da Dove recebeu 1,3 milhão de comentários, mais de 3.700 reações e foi 10.180 vezes partilhada. Ao criticar a peça, os usuários concordaram que, ao colocar a mulher negra na primeira foto, o anúncio pareceu representar “o sujo”, que fica “limpo e branco” depois de usar o sabonete.

Por causa da publicação do anúncio, a hastag #BoycottDove era amplamente replicada na rede social na manhã desta segunda-feira, 9. Segundo o G1, na Bolsa de Valores de Londres, às 7h30 GMT (4h30 de Brasília), o preço da ação da Unilever caia ligeiramente 0,39% em um mercado estável.

Esta não é a primeira vez que a Dove é acusada de racismo. Em 2011, uma campanha que mostrava três mulheres de diferentes cores de pele também causou polêmica. O anúncio sugeria que após usar um produto Dove a pele de uma mulher negra se tornava mais clara. Também em 2015, um produto da marca anunciava em sua etiqueta que podia ser usado por pessoas com “peles normais e negras”.

SOBRE O AUTOR

Redação Comunique-se

Redação Comunique-se

Equipe responsável pela produção de conteúdo do Portal Comunique-se. Atualmente, a redação é composta pelo editor Anderson Scardoelli e a repórter sênior Nathália Carvalho.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas