COMUNICAÇÃO

Eleito, Bolsonaro dá primeira exclusiva para a Record

bolsonaro - record tv
Presidente eleito: Jair Bolsonarp concede entrevista à Record TV (Imagem: reprodução/Record TV)

Presidente da República eleito vai aparecer por meia hora na emissora de Edir Macedo. Record TV exibirá a primeira entrevista exclusiva com Jair Bolsonaro após a eleição

Depois de fazer o primeiro discurso como presidente eleito por meio de live em sua página no Facebook, Jair Bolsonaro aparecerá na televisão. Oficialmente vitorioso na disputa pelo Palácio do Planalto, ele será entrevistado pela Record TV. Ao vivo, o conteúdo será exibido na noite desta segunda-feira, 29.

A entrevista com o sucessor de Michel Temer (MDB) será transmitida em formato de programa especial. Em rede nacional, a Record TV exibirá ‘O Voto na Record 2018’. Com trinta minutos de duração, a atração será transmitida a partir das 19h. Durante meia hora, o integrante do PSL falará sobre seus projetos em conversa com o repórter Eduardo Ribeiro. É o que informa a ‘Coluna do Fraga‘, no portal R7.com.

mailing-imprensa-cse
Anúncio

Levando em consideração a programação da praça São Paulo, a entrevista exclusiva com Bolsonaro ocupará parte da faixa tradicionalmente reservada ao ‘Cidade Alerta’. Dessa forma, o telejornal apresentado por Luiz Bacci será encurtado, entregando audiência ao programa especial. Depois da entrevista com o presidente eleito, a programação da Record TV seguirá seu fluxo normal, com as novelas ‘A Terra Prometida’ e ‘Jesus’.

Mais uma entrevista

O especial após a definição nas urnas marca a segunda conversa de Jair Bolsonaro com Eduardo Ribeiro em menos de um mês. Três dias antes do primeiro turno, o jornalista conversou com o político, que já liderava as pesquisas de intenção de voto. Na ocasião, a entrevista foi levada ao ar no mesmo momento em que a TV Globo exibia debate com outros candidatos a presidente. O PSOL o PT chegaram a acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os dois partidos alegaram que o pesselista foi privilegiado. O argumento foi rechaçado pela Justiça.

Cobertura equilibrada

Alvo de críticas por parte de outros órgãos da imprensa por supostamente apoiar a candidatura de Bolsonaro, conforme denunciado pelo The Intercept BR, o grupo Record usou o site R7 para divulgar editorial. “Com mais de 30 anos de tradição e credibilidade na cobertura de eleições no Brasil, a Record TV procura sempre apresentar suas reportagens jornalísticas de forma equilibrada”, afirmou a empresa de comunicação. O conglomerado de mídia ainda criticou a postura adotada por Fernando Haddad, do PT, pelo que considerou como “declarações caluniosas”.

Atualização em 30/10, às 9h44…

Combo de Bolsonaro na TV

Além de aparecer ao vivo durante meia hora na Record TV, o presidente eleito conversou com outras emissoras de televisão. Ainda no começo da noite, concedeu entrevistas à Rede TV e à Band. Durante a edição de segunda do ‘Jornal Nacional’, ele conversou por mais de dez minutos com os âncoras William Bonner e Renata Vasconcellos. No ‘JN’, prevaleceu as críticas de Bolsonaro à Folha de S. Paulo (apesar de se dizer defensor da liberdade de imprensa). Ele chegou a dizer que o “jornal já acabou”. Também sinalizou que nenhum órgão vinculado ao governo federal fará uso de espaço publicitário do veículo paulistano.

Leia mais:

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR