CARREIRA

Entidade vai financiar projetos de mulheres jornalistas

mulheres jornalistas - financiamento
(Imagem: divulgação)

Projeto é organizado pela International Women’s Media Foundation (IWMF). Objetivo é fortalecer a presença de mulheres jornalistas como empreendedoras do setor de comunicação

A International Women’s Media Foundation (IWMF) está com as inscrições abertas para o Fundo Buffett G. Howard. O programa é destinado a mulheres jornalistas que queiram financiar seus projetos e empreendimentos. Interessadas podem se inscrever até a próxima segunda-feira, 25, por meio do formulário, em inglês.

Jornalistas com no mínimo três anos de experiência profissional podem se candidatar ao financiamento individualmente ou em grupo, desde que a inscrição seja feita por uma mulher e mais de 50% dos membros da equipe sejam mulheres.

O IWMF procura projetos que incentivem o empreendedorismo de mulheres na área da comunicação, oferecendo treinamento e especialização para que ideias inovadoras saiam do papel. Além disso, a fundação procura propostas que exponham assuntos que recebem menos divulgação e que desafiem as narrativas tradicionais.

O valor anual disponibilizado pelo IWMF é de aproximadamente R$ 840 mil,00 (230 mil dólares), que é distribuído entre os projetos enviados de acordo com o orçamento detalhado nas inscrições. Para saber mais sobre o fundo, consulte a página de perguntas frequentes, em inglês. Nessa seção, o IWMF ressalta que pessoas que se identificam como mulheres são aceitas no programa – incluindo mulheres trans – e que jornalistas freelancer têm preferência.

Serviço

O quê?
Inscrições para Fundo Buffett G. Howard

Inscrições
Até 25 de fevereiro de 2019

Como participar?
Inscreva-se pelo formulário online

Leia mais:

***** ****** ***** ***** *****

Por Natália Silva.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se