COMUNICAÇÃO

Jornalista da Globo é agredida por filmar confusão em jogo de futebol

Jornalista da Globo é agredida por filmar confusão em jogo de futebol
Imagem: Reprodução/ Twitter

A agressão ocorreu durante a cobertura de um jogo de futebol entre os times Fluminense-PI e Altos

Uma partida de futebol terminou em agressão a uma jornalista na noite da última quarta-feira, 5. O caso ocorreu quando a repórter Emanuelle Madeira, da TV Clube, emissora afiliada da Globo no Piauí, filmava uma discussão entre o técnico e o presidente dos times que se enfrentavam. Ao UOL Esporte, ela afirma ter feito boletim de ocorrência e pretende denunciar os envolvidos.

Emanuelle teve o celular retirado de suas mãos, foi xingada e agarrada no braço e no pescoço por um homem que vestia a camiseta de uma das equipes que se enfrentavam, o Altos. Além disso, após a agressão, ele recusou-se a devolver o material de trabalho da jornalista. O momento foi registrado em um vídeo divulgado pelo Globo Esporte.

Leia mais:

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí (Sindjor-PI) repudiaram a agressão vivida pela repórter. Em nome das duas entidades, foi divulgada uma nota que cobra a apuração e punição aos agressores por parte da Federação de Futebol do Piauí (FFP). De acordo com matéria do UOL, a polícia local está procurando o homem responsável pelas agressões.

Em seu perfil no Instagram, a TV Clube também se manifestou em repúdio ao ataque. A emissora prestou solidariedade à jornalista Emanuelle Madeira, de sua própria equipe. Veja abaixo:

Advertisement

SOBRE O AUTOR

Julia Renó

Jornalista, 23 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS) e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se

2021

A segunda etapa de votação está aberta!