COMUNICAÇÃO

Outubro Rosa faz Rede TV alterar identidade visual

outubro rosa - rede tv
Rede TV em versão em apoio ao Outubro Rosa (Imagem: divulgação/Rede TV)

Emissora entra para o movimento de prevenção ao câncer de mama. Em prol do Outubro Rosa, Rede TV deixa o logo rosa e produz reportagens sobre o assunto

Ao longo desta terça-feira, 1º dia do mês, a Rede TV aparece de “cara nova”. Isso porque o canal alterou sua identidade visual para este dia. Em vez do tradicional azul, o logotipo aparece rosa. Ação que reforça a atuação da empresa de mídia em defesa do Outubro Rosa. O movimento é dedicado à prevenção do câncer de mama.

Leia mais:

A ação da Rede TV em sintonia com o Outubro Rosa vai além do aspecto visual da marca. A campanha ganha vez nos produtos jornalísticos e de entretenimento da emissora. Estão sendo produzidos e exibidos materiais com cunho de prestação de serviço. O objetivo central, segundo a equipe de comunicação do veículo, é “alertar para a importância da realização de exames e do diagnóstico precoce para o tratamento da doença”. O canal destaca, ainda, que o câncer de mama acomete cerca de 60 mil brasileiras por ano.

Identidade visual, materiais para a televisão e ações específicas para as redes sociais. O movimento do Outubro Rosa ganha vez também nas páginas digitais da Rede TV. A hashtag #OutubroRosa abre espaço para a divulgação de informações preventivas, mensagens de conscientização. Na telinha e no ambiente online, a empresa exibirá relatos de quem luta contra o câncer de mama.

“Alertar para a importância da realização de exames”

“A mobilização em prol da campanha também alterará a marca d’água da Rede TV aplicada durante a exibição dos programas”, reforça a emissora. O veículo ainda aponta: o seu elenco vai participar da ação. “Os apresentadores da Rede TV também utilizarão suas redes sociais para comunicarem o apoio ao Outubro Rosa, unindo forças para propagar essa corrente do bem”.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se