COMUNICAÇÃO ESPECIAIS

Prisão de Maluf é a melhor notícia de 2017

Maluf-prisao-EBC
(Imagem: Reprodução/EBC)

Maluf foi preso na última semana, um dia após o STF determinar o “imediato início” do cumprimento da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão

A prisão do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) foi e melhor notícia de 2017, segundo o julgamento dos jornalistas cadastrados na base de profissionais do Portal Comunique-se. O político se entregou á Polícia Federal de São Paulo, na quarta-feira, 20, um dia após o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinar o “imediato início” do cumprimento da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, imposta pelo tribunal por desvios praticados por Maluf na Prefeitura de São Paulo de 1993 a 1996.

De acordo com informações do G1, Maluf está preso no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília, desde a semana passada. A defesa do deputado solicitou autorização para o parlamentar cumprir a pena em regime de prisão domiciliar, em razão de ele sofre de câncer de próstata, hérnia de disco, problemas cardíacos e movimentos limitados.

Porém, na quarta-feira, 27, o juiz Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, informou que só vai decidir se autoriza Maluf a cumprir pena no regime de prisão domiciliar após receber novos esclarecimentos sobre a situação do parlamentar do PP por parte do Instituto Médico Legal (IML) e do Complexo Penitenciário da Papuda.

Além da prisão de Maluf, nossos leitores também apontaram como boas notícias no ano de 2017 os sinais de recuperação da economia brasileira e a prisão de políticos e empresários corruptos por operações da Polícia Federal como a Lava-Jato.

SOBRE O AUTOR

Tácila Rubbo

Tácila Rubbo

Formada em jornalismo pela Fiam-Faam, 23 anos. Foi trainee de redação do Portal Comunique-se de setembro de 2016 a abril de 2018. Começou na empresa como estagiária, função que desempenhou por um ano e dez meses. Depois, foi a responsável pelo conteúdo de parceiros publicado no site, avaliando os materiais recebidos e mantendo contato com os “articulistas-parceiros”. Cuidou de produções externas e, claro, produz notas e reportagens especiais. Desde maio de 2018, é a analista de social media do Grupo Comunique-se

1 COMENTÁRIO

COMENTAR