Portal Comunique-se

PSDB aceita filiação de jornalista denunciada por plágio

joice hasselmann - psdb - plágio
A deputada Joice Hasselmann: nova tucana e ex-jornalista denunciada por plágio. (Imagem: Divulgação/Câmara dos Deputados)

Segundo sindicato, Joice Hasselmann copiou (e não creditou) mais de 60 textos de colegas da imprensa

Compartilhe

Na última semana, o PSDB divulgou que a deputada federal Joice Hasselmann passou a integrar o quadro de filiados do partido. Com a novidade, o tucanato não ganhou apenas a presença de uma ex-bolsonarista que fez história nas eleições de 2018, quando recebeu mais de 1 milhão de votos e se tornou a mulher mais votada do país para o cargo de deputada federal. A legenda, porém, também passou a se associar a uma ex-jornalista denunciada por plágio.

Leia mais:

Antes de se dedicar à política partidária, Joice Hasselmann trabalhou como jornalista. Primeiramente, atuou em emissoras de rádio e TV em seu estado natal, o Paraná — além de manter um blog que levava o seu nome. Depois, ela ganhou projeção nacional ao se mudar para São Paulo e atuar no projeto audiovisual da revista Veja e no programa ‘Os Pingos nos Is’, da rádio Jovem Pan.

A fase jornalística de Joice Hasselmann não contou, contudo, apenas com passagens por tradicionais veículos de comunicação. A passagem dela pela imprensa contou com uma denúncia por plágio. Em junho de 2015, quando Joice era a principal apresentadora da ‘TVeja’, o Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná a denunciou por copiar (e não creditar) o total de 65 reportagens produzidas originalmente por 42 profissionais diferentes. O material teria sido plagiado em menos de um mês (somente entre de 24 de junho a 17 de julho de 2014).

Se apropriou do trabalho intelectual de colegas de profissão, utilizando isso para dar visibilidade à sua carreira, como se fosse a autora das reportagens

“Com um processo de mais de 100 páginas, a punição da jornalista Joice Hasselmann é a primeira por plágio no Paraná”, afirmou na ocasião a equipe do sindicato paranaense. “A direção do SindijorPR rechaçou a atitude da profissional, que se apropriou do trabalho intelectual de colegas de profissão, utilizando isso para dar visibilidade à sua carreira, como se fosse a autora das reportagens”, complementou a entidade sobre a atitude adotada pela ex-jornalista e, agora, a mais nova filiada do PSDB (e aliada de João Doria).

Após a revelação da denúncia, Joice Hasselmann criticou o sindicato e afirmou que o plágio teria sido cometido por um auxiliar, que, segundo ela, não teria obedecido a sua recomendação a respeito de creditar conteúdos produzidos por terceiros.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 32 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata