Portal Comunique-se

Publicidade invasiva: como evitar

Publicidade invasiva: como evitar
(Imagem: divulgação)

Empresa de detecção de ameaças online alerta sobre como funciona o adware que pode até levar a sites maliciosos

Compartilhe

Quase sempre, ao navegar na Internet, janelas pop-up aparecem com mensagens como: “você ganhou um novo celular grátis, clique AQUI”, “você é nosso usuário 500.000 e ganhou um prêmio, clique AQUI”, ou outras mensagens semelhantes que se referem a coisas boas demais para ser verdade. É por meio desse tipo de anúncio que o adware é mais comumente apresentado aos usuários, seja por meio do computador ou do smartphone. A ESET, empresa de detecção proativa de ameaças, alerta que se o usuário clicar onde não deveria e for infectado, novas janelas pop-up provavelmente começarão a aparecer exibindo anúncios mais invasivos e indesejados.

Leia mais:

Adware é a combinação das palavras “advertising” (publicidade) e “software” e se refere a qualquer software, malicioso ou não, que exibe anúncios em um aplicativo ou no navegador da web para gerar receita a partir de cliques e impressões em anúncios. Um adware instalado em um dispositivo é identificado quando você começa a ver pop-ups com anúncios falsos sem motivo aparente, ou quando vários anúncios aparecem consecutivamente causando incômodo durante a navegação ou sendo redirecionados para sites indesejados que podem levar ao download do malware. Toda a sua atividade maliciosa é invasiva e notória enquanto o usuário navega na Internet.

“Embora o adware seja frequentemente dito como um tipo de malware, a realidade é que o adware é considerado um aplicativo potencialmente indesejado (PUA). Isso significa que, mesmo que possa levar a sites maliciosos, o risco de outra ação maliciosa é menor, ainda que exista.”

Comenta Camilo Gutiérrez Amaya, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina.

O adware pode se espalhar e infectar um dispositivo de várias maneiras, por exemplo, instalando extensões não confiáveis ​​ou desconhecidas no navegador, instalando software gratuito (Freewares ou Sharewares) de sites com reputação duvidosa, navegando em sites “não confiáveis” ou infectados com adware, alguns deles podem exibir conteúdo multimídia, como filmes online grátis, jogos de futebol online grátis, conteúdo adulto, mini jogos online, etc. Além disso, pode ser por meio de arquivos executáveis ​​que se passam por um determinado software, mas acabam instalando outros, ou clicando em anúncios suspeitos.

Muitas vezes, é o próprio usuário que aceita a instalação do adware, não prestando atenção durante o processo de instalação. Isso significa que o adware acessa o sistema “legalmente” porque o usuário aceitou a instalação. O que a ESET recomenda é excluir o arquivo detectado pela solução de segurança como adware, pois é possível que ele contenha código malicioso.

Abaixo, a ESET compartilha uma série de situações que podem indicar uma possível infecção por adware:

  • O navegador começa a funcionar mais devagar do que o normal ou pode fechar inesperadamente.
  • Os anúncios são exibidos em páginas da web onde não eram exibidos antes.
  • A página inicial ou página de pesquisa foi modificada sem a autorização do usuário.
  • Cada vez que uma página da web é visitada, o navegador é redirecionado para uma página diferente.
  • Novas barras de ferramentas, plug-ins ou extensões aparecem no navegador que não existiam antes.
  • Clicar em qualquer lugar em uma página da web abre uma ou mais janelas pop-up com anúncios indesejados.
  • Aplicativos indesejados são instalados no computador sem permissão.

Os adwares não afetam apenas os computadores, mas também podem se espalhar em dispositivos móveis, infectando-os por meio do navegador da web ou por meio de aplicativos hospedados em lojas de terceiros oficiais e não oficiais.

Para se proteger desse tipo de ameaça, a ESET recomenda levar em consideração os seguintes pontos:

  • Mantenha o navegador da web atualizado.
  • Evite abrir anúncios com avisos falsos ou que contenham mensagens boas demais para serem verdadeiras.
  • Use uma extensão confiável que bloqueie anúncios durante a navegação na Internet.
  • Evite navegar em sites não confiáveis, especialmente aqueles que o navegador marca como inseguros.
  • Evite baixar programas de fontes não confiáveis
  • Durante a instalação de um programa, leia atentamente os termos e condições de uso antes de aceitá-los.
  • Tenha uma solução de segurança para bloquear este tipo de conteúdo ao navegar na Internet.

*ESET é uma empresa que desenvolve soluções de segurança e possui uma rede global de vendas que abrange 180 países.

Compartilhe
0
0

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata