COMUNICAÇÃO OPINIÃO

Quem quer a primeira página do Google?

Google Adwords ou SEO
(Imagem: Divulgação)

Produção e publicação dos conteúdos com o objetivo de entregar resultados mais relevantes aos mecanismos de busca como o Google

O SEO (Search Engine Optimization), também conhecido como otimização para mecanismos de busca, é definido como um conjunto de técnicas que são aplicadas tanto na tecnologia de sites/portais quanto na produção e publicação dos conteúdos com o objetivo de entregar resultados mais relevantes aos mecanismos de busca como o Google, melhorando o posicionamento de seus canais nos resultados de busca.

Marcelo Vitorino, professor e especialista no tema, realiza no dia 28 de outubro, em Brasília, o curso prático “Em busca da primeira página do Google”, compartilhando as melhores técnicas para alcançar para figurar na primeira página do buscador.

Durante o curso, serão realizados na prática mais de 22 passos para a publicação de um conteúdo com boa indexação.

Abaixo, listamos algumas dicas explicadas por Vitorino:

1) Altere a url dos autores

O slug padrão do WordPress para autores é http://alemdamidiasocial.com.br/author/nomedeusuario, com o plugin Edit Author Slug você pode alterar ele para algo como http://alemdamidiasocial.com.br/author/marcelo-vitorino-consultor. Mudar o slug do autor pode impactar positivamente os mecanismos de busca.

2) Remova os links quebrados

Um dos itens que mais causam penalizações em sites é a existência de links quebrados, e para infelicidade de qualquer produtor de conteúdo, é muito recorrente. Você escreve um texto e link para outro material de referência, mas em dado momento o conteúdo que recebeu o link é removido e o problema fica com você. Use o Broken Link Checker e peça para ele te enviar uma mensagem por e-mail sempre que encontrar algum problema.

3) Fique amigo do Google e do Bing

Considero o Yoast um dos plug-ins mais imprescindíveis para qualquer blog. É ele que facilita, e muito, a indexação do conteúdo publicado perante mecanismos de busca como Google e Bing. Após sua instalação há uma aba embaixo de cada post que ajuda quem está publicando a ver se o texto está de acordo com normas de SEO.

Possui rápida integração com as ferramentas de webmaster do Google, monta sitemaps muito bons e permite personalização das metatags prioritárias.

Caso não use um plugin pago para otimizar os compartilhamentos em redes sociais, vale configurá-lo para essa tarefa, assim poderá usar títulos, descrições e imagens diferentes para Facebook, Twitter, Google Plus e também para indexação nos resultados de busca do Google.

4) Reduza o tamanho das imagens e o tempo de carregamento das páginas

Usar imagens muito grandes pode impactar negativamente a indexação nos mecanismos de busca, pois quanto maior o tempo de carregamento, menos o Google gosta do seu site. Recentemente passei a usar o WP-Smush e senti diferenças significativas, mesmo na versão gratuita. Vale usar a paga.

Inscreva-se no Curso prático de SEO – Em busca da primeira página do… (Turma em Brasília)

***** ****** ***** ***** *****

Por Maíra Moraes. Doutoranda em Comunicação e Sociedade na Universidade de Brasília (UnB), pesquisa as relações de poder implicadas no processo de produção de notícias e como as realidades são construídas por meio de narrativas e práticas dominantes. É gerente de projetos certificada PMP®, especializando-se na implementação de metodologias híbridas (presencial e a distância) de educação em redes públicas estaduais e municipais

SOBRE O AUTOR

Leitor-Articulista

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR