Portal Comunique-se

Repórter Record Investigação volta ao ar em “temporada especial”

Noticiário semanal comandado por Domingos Meirelles, o Repórter Record Investigação vai voltar – ao menos momentaneamente – à televisão brasileira. A partir da próxima segunda-feira, 6, o programa vai reprisar algumas das reportagens (ao estilo documentário) que foram premiadas ao decorrer do tempo em que a produção foi mantida em atividade pelo departamento de jornalismo da Record TV. Além disso, vai resgatar conteúdos originais de outras atrações da casa.

O  Repórter Record Investigação estreou em abril de 2014, sendo o primeiro projeto de telejornalismo liderado por Meirelles fora da TV Globo. O programa exibiu reportagens inéditas e exclusivas até o fim de junho de 2016, época em que a direção da emissora de Edir Macedo anunciou a extinção do programa e, posteriormente, a demissão de parte da equipe responsável por levar para o canal paulista diversas premiações – inclusive internacionais (mais detalhes ao fim da reportagem).

As reprises das reportagens premiadas – e de conteúdos de outros programas – serão exibidas às segundas-feiras, às 22h45, indo ao ar logo após o ‘Jornal da Record’. Por enquanto, a direção da emissora não informou até quando o conteúdo será exibido. Informações apuradas pela reportagem do Portal Comunique-se dão conta, porém, que o “relembre” pode funcionar como teste para a cúpula do canal reativar a equipe, fixar a produção na grade e voltar a produzir ainda mais materiais exclusivos. Em fevereiro, o site RD1 afirmou que o veículo renovou contrato com Domingos Meirelles.

Veja a chamada da “temporada especial” do Repórter Record Investigação:

2014
PromaxBDA América Latina – Prêmios de melhor chamada –   Dois filmes criados para a estreia do Repórter Record Investigação venceram na categoria Promoção de Programas de Notícias. O vídeo institucional do programa ficou com o ouro; enquanto a chamada sobre a contratação do apresentador da atração, Domingos Meirelles, ganhou a prata.

Prêmio CNT de Jornalismo – com a reportagem “Fúria das Águas”.

31º Prêmio de Direitos Humanos – com a reportagem “Um brasileiro na guerra”

2015
Prêmio ExxonMobil de Telejornalismo (Prêmio Esso) – com a exibição da reportagem “As Eternas Escravas”

Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo – com a reportagem “O Mistério do Matador de Mulheres”

Prêmio Vladimir Herzog – com a reportagem “A Estrada da Fome”

32º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo – com a exibição da reportagem “As Eternas Escravas”

Prêmio CBIC de Jornalismo – com a reportagem “Os Escravos da Cidade”

[Menção Honrosa] – 32º Prêmio de Direitos Humanos – com a reportagem “A Estrada da Fome”

2016
Prêmio Rei da Espanha – categoria TV – com a reportagem “As Eternas Escravas”

Prêmio Petrobras – categoria Responsabilidade Socioambiental – com a reportagem “As Eternas Escravas”

 

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata