COMUNICAÇÃO

Talento independe de gênero, mostra Fox Sports

fox sports isabelly morais
Isabelly Morais fez história e foi a primeira mulher a narrar um jogo da Copa do Mundo no Brasil (Imagem: Arquivo pessoal)

Fox Sports lança campanha que dá continuidade à ideia do projeto ‘Narra Quem Sabe’, que joga luz sobre o trabalho das narradoras brasileiras

A Copa do Mundo de 2018 foi palco para algo histórico no Brasil, quando o país teve pela primeira vez uma mulher na narração do mundial. A emissora que deu vez foi a Fox Sports com o ‘Narra Quem Sabe’. Agora, com a disputa futebolística em andamento, a emissora lança a campanha ‘Brincadeira’, que celebra a mudança e ressalta: talento não tem gênero.

A peça, com direção de Bruno Tinoco e feita pela produtora Vuddo Filmes, tem 51 segundos e mostra uma menina se divertindo ao usar seus brinquedos como jogadores do Brasil e da Argentina, na final do mundial. Com sua linguagem, a criança exalta sua paixão pelo futebol e pela bola. No final, o canal reforça em locução feminina: “Fox Sports. Primeira emissora com narração feminina em um mundial”.

A escolhida para quebrar o fato de nunca ter tido uma mulher como narradora do mundial no Brasil foi Isabelly Morais, que é estudante do 6º período de jornalismo e trabalha na editoria de esportes da Rádio Inconfidência desde julho de 2017. Em novembro passado, fez a sua primeira narração em um jogo da série B do Campeonato Brasileiro. Desde então, vem narrando Campeonato Brasileiro e Campeonato Mineiro, na rádio mineiro.

Narra Quem Sabe

Projeto comandado pela jornalista Vanessa Riche, o ‘Narra Quem Sabe’ escolheu três mulheres para narrar os jogos da Copa. São elas: Isabelly Morais, Manuela Avena e Renata Silveira. As jovens passaram por processo seletivo e foram preparadas ao longo de um mês e meio junto com o time do canal. Além da curadoria feita pela apresentadora Vanessa Riche, o projeto contou com a comissão julgadora dos narradores Nivaldo Prieto e João Guilherme, além de duas fonoaudiólogas. No total, o processo recebeu mais de 300 inscrições de mulheres do Brasil inteiro.

Leia mais