COMUNICAÇÃO

Traiu ou não traiu? Jornalistas entram na discussão sobre Dom Casmurro

dom casmurro - machado de assis - capa - jornalistas
Imagem de divulgação da capa de uma das versões do livro Dom Casmurro, de Machado de Assis

Romance de Machado de Assis movimentou discussão no Twitter nesta semana. E jornalistas entraram na onda e ajudaram Dom Casmurro a figurar nos trending topics

Obra de Machado de Assis, patrono da Academia Brasileira de Letras (ABL), Dom Casmurro pautou discussões nas redes sociais nesta semana. O livro publicado originalmente em 1899 voltou a gerar debate com o tradicional questionamento: Capitu traiu ou não traiu Bentinho com Escobar? Além de chegar aos trending topics do Twitter no Brasil, o livro ganhou pautas em veículos de comunicação e fez com que jornalistas entrassem na brincadeira.

Leia mais:

Colunista da Folha de S. Paulo, Sérgio Rodrigues foi um dos jornalistas que entrou no assinto. Pontuou que Machado de Assis nunca “pisava em falso”. Para ele, ninguém nunca saberá a real situação amorosa envolvendo as três personagens da estória centenária narrada em Dom Casmurro. “Sério que ressuscitaram nas redes a velha discussão sobre Capitu ter traído Bentinho ou não? Nunca saberemos, Machado fez questão de deixar isso solto e aquele lá não pisava em falso. O que ele deixa muito claro é que, se ela traiu, foi bem feito para aquele babaca”, publicou o jornalista, demonstrando — como muito leitores — o “carinho” nutrido por Bentinho.

Jornalista à frente do ‘Coisa de Nerd‘, canal no YouTube que conta com mais de 9 milhões de inscritos e que está indicado ao Prêmio Influency.me, Nil Moretto se mostrou incrédula com o debate. Com um tuíte, porém, ajudou a lista de termos mais comentados no Twitter abrir espaço para a clássica obra literária. “A galera tá realmente, a sério, discutindo se Capitu traiu Bentinho?”, questionou a comunicadora. Ao responder a um internauta, ela concordou, contudo, que o tema poderia ser pior: sobre o novo elenco de ‘A Fazenda’, reality show da Record TV.

Integrante do time de colaboradores do El País Brasil e indicado ao Prêmio Comunique-se 2019 como ‘Colunista de Opinião’, Xico Sá esboçou até comemorar o fato de o livro de Machado de Assis ganhar vez nas redes sociais. “Uma quinta-feira com Foucault e Machado (#Bentinho) nos TT dá até a ilusão de que o Brasil tem jeito”, escreveu em seu perfil no Twitter. “Aí, você vai conferir e o papo é sobre um chanceler pirado e a cornitude. Só nos resta celebrar a sacanagem. Viva”, prosseguiu o bem-humorado jornalista.

Brincadeira e problematização

Entre jornalistas, houve quem tentasse abrir outra discussão cultural a partir do debate entorno de Dom Casmurro. “A discussão sobre Capitu ter ou não traído Bentinho leva a lugar nenhum. O negócio é: o James Bond verdadeiro é Pierce Brosnan”, escreveu o jornalista Murillo Moret. Enquanto uns brincam, outros problematizam. Foi o caso da escritora e “comunicóloga” Bel Rodrigues. “Acordei tendo que ler que Capitu traiu Bentinho e transformou um garoto inocente num homem amargurado. Bom dia para quem?”, perguntou a indicada ao Prêmio Influency.me em tuíte que conta com mais de 13 mil interações.

machado de assis - dom casmurro - jornalistas - autor
O escritor Machado de Assis. Obra centenária repercutindo nas redes sociais

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR