ESPECIAIS

TV Gazeta resgata “futebol raiz” com Desafio ao Galo

desafio ao galo - futebol raiz - joseval peixoto - tv gazeta - cleo brandao
Futebol raiz na televisão: TV Gazeta exibe Desafio ao Galo (Imagem: reprodução)

Emissora coloca o “futebol raiz” da várzea novamente em evidência na televisão aberta do país. Partidas exibidas marcam reencontro de Joseval Peixoto com a narração esportiva. Cobertura na TV Gazeta também conta com reportagens de Cleo Brandão

Resgatar o “futebol raiz” na televisão brasileira. É com esse propósito que, desde 14 de abril, a TV Gazeta de São Paulo exibe semanalmente confrontos de equipes presentes na chamada várzea. Com um jogo exibido a cada domingo, sempre a partir das 13h, a emissora mantida pela Fundação Cásper Líbero revive o tradicional Desafio ao Galo. Na nova fase, o torneio, que marcou época na imprensa nas décadas de 1960 a 1990, conta com a narração do experiente jornalista Joseval Peixoto.

Desde o retorno à grande mídia, a competição que valoriza o “futebol raiz” tem proporcionado emoção ao público que sintoniza a TV Gazeta. Isso porque as duas partidas exibidas até aqui foram decididas nas penalidades. No tempo normal, os jogos tiveram o mesmo resultado: 0 a 0, com o Paredão da Esquina vencendo ambos os embates nas cobranças de pênaltis. A equipe enfrentou os Gardenais e, depois, o Engemon — conquistando o direito de ser o “galo” a ser desafiado pelos adversários.

Transmitidos diretamente do Estádio Ícaro de Castro Melo, mais conhecido como Olímpico do Ibirapuera, os jogos contam com um timaço composto pela TV Gazeta. Além de Joseval Peixoto como locutor esportivo, a cobertura tem Cleo Brandão e Elias Scaf nas reportagens à beira do gramado. Integrantes de ‘Gazeta Esportiva’ e ‘Mesa Redonda’ se revezam na função de comentarista. A primeira exibição contou com a participação de Celso Cardoso. A segunda teve Alberto Helena Júnior como analista.

De volta à imprensa

Enquanto o Desafio ao Galo volta à televisão aberta, Joseval Peixoto reaparece na imprensa. Depois de se despedir da Jovem Pan em dezembro de 2018, anunciando que iria se dedicar mais ao escritório de advocacia que lidera, ele é o responsável por levar a emoção do “futebol raiz” aos telespectadores da TV Gazeta como locutor esportivo. Função que, antes de se tornar âncora de radiojornalismo, desempenhou no início de carreira na comunicação social. Pela JP, coube a ele, inclusive, narrar a final da Copa de 1970, que marcou o tricampeonato da seleção brasileira de futebol.

Retorno à crônica esportiva

Não é só Joseval Peixoto quem se reencontra com a crônica esportiva por meio da cobertura da TV Gazeta no Desafio ao Galo. Apresentadora que marcou época nos anos 90 no ‘Esporte Total’, da Band, Cleo Brandão volta a reaparecer de forma fixa na telinha desde que deixou o Grupo Bandeirantes em 2001. No período afastada da televisão, a jornalista comandou programa na rádio Transamérica e foi editora da Speedway, revista especializada em assuntos automobilísticos.

Em 2014, Cleo Brandão teve rápida passagem pela redação do SBT (no período eleitoral). Foi, ainda, assessora de comunicação em subprefeitura da capital paulista e, conforme anuncia em suas redes sociais, segue atuando como mestre de cerimônias. Para além do jornalismo, a comunicadora ganhou vez no universo masculino. Ela foi a protagonista do ensaio de capa da edição de maio de 1999 da Playboy, revista então editada no país pela Abril, conforme relembra o Portal Terceiro Tempo.

cleo brandao - desafio ao galo - futebol raiz - tv gazeta - joseval peixoto
A jornalista Cleo Brandão. Ex-Band, ela é repórter do Desafio ao Galo na TV Gazeta (Imagem: reprodução/TT)

Revelações no campo e no microfone

O novo Desafio ao Galo surge podendo ser o responsável por revelar talentos dentro e fora do campo de jogo. Isso porque a versão antiga ajudou a dar destaque a jogadores como Cafu, Cesar Sampaio, Viola e Walter Casagrande — que tiveram passagens pela seleção brasileira de futebol. Nos microfones, profissionais como Thiago Leifert, Fausto Silva e Silvio Luiz acompanharam de perto edições do torneio amador que se propõe — desde a década de 1960 — a dar vez ao “futebol raiz” Brasil afora.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Jornalista, 29 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em jornalismo digital pela ESPM. Há dez anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário' e 'Leitor-Articulista'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se