COMUNICAÇÃO

Um ano após superar Fátima Bernardes, apresentadora é contratada pela CNN

Luciana Barreto - CNN Brasil
A premiada apresentadora Luciana Barreto. Ela reforça o time da CNN Brasil (Imagem: divulgação)

Luciana Barreto é anunciada como contratada da CNN Brasil. Com acerto, apresentadora deixa o Futura, canal mantido pelo Grupo Globo. Ano passado, ela superou Fátima Bernardes em premiação

Depois de anunciar William Waack, Evaristo Costa, Phelipe Siani e Mari Palma como apresentadores, a CNN Brasil segue se reforçando. E, mais uma vez, investe em alguém com passagem pelo Grupo Globo. Nesta semana, a futura emissora anunciou a contratação de Luciana Barreto, que desde janeiro estava no time de comunicadores do canal Futura.

A âncora chega ao novo emprego com status de premiada. Em 2012, Luciana Barreto foi vencedora do Prêmio Nacional de Jornalismo Abdias Nascimento. No ano passado, ela conquistou a categoria “Raça em Pauta”, do prêmio Sim à Igualdade Racial. Na final da premiação do ano passado, ela superou a colega de jornalismo — e apresentadora da TV Globo — Fátima Bernardes.

Formação e carreira

Formada em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e com mestrado em relações étnico-raciais pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ), Luciana Barreto tem história consolidada na imprensa brasileira. Natural de Nova Iguaçu, cidade da Baixada Fluminense, ela passou por importantes veículos de comunicação do país.

Antes de chegar ao canal Futura no começo do ano, Luciana Barreto por mais de 14 anos como funcionária Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Por lá, nos últimos tempos, vinha atuando como apresentadora e editora-chefe do ‘Repórter Brasil’. No currículo, ainda tem passagens como apresentadora pela Band (2003 a 2005) e GNT (1999 a 2003).

Luciana Barreto - CNN Brasil
A premiada apresentadora Luciana Barreto. Ela reforça o time da CNN Brasil (Imagem: divulgação)

Telejornal na CNN

Na CNN Brasil, a premiada jornalista terá a missão de comandar um telejornal diário. Também irá colaborar com conteúdos para as plataformas digitais, conforme destaca comunicado oficial divulgado pelo canal. O horário do programa a ser apresentado por ela não foi confirmado pelo canal. Sabe-se, porém, que o chamado horário nobre da televisão brasileira estará reservado a William Waack.

“Sentimento de gratidão me acompanha. É um desafio muito grande chegar na maior emissora do mundo. Fico olhando para trás e vejo que fomos longe e ainda temos muito o que crescer juntos. Digo fomos porque eu sempre tenho esse sentimento de coletividade. Eu tenho o desejo de agregar muito com olhar mais atento às pautas sociais, sempre dentro de um jornalismo que respeita a diversidade do brasileiro”, comenta Luciana Barreto.

Cofundador e diretor-presidente do projeto CNN Brasil, Douglas Tavolaro explica as razões que o levaram a contratar a reconhecida apresentadora. “Há algum tempo temos acompanhado com atenção o trabalho desenvolvido pela jornalista Luciana Barreto, o que nos chamou muita atenção. Ela faz parte da nova geração de talentos do jornalismo e certamente, com o seu conhecimento, vai colaborar para o fortalecimento do nosso projeto”, enaltece o executivo.

americo martins - luciana barreto - douglas tavolaro - leandro cipoloni
Contrato assinado. Douglas Tavolaro (em pé) e Luciana Barreto entre o vice-presidente de conteúdo, Américo Martins [esq.], e o vice-presidente de jornalismo, Leandro Cipoloni (Imagem: divulgação)

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR