COMUNICAÇÃO

“Voz influente na esquerda”, José Dirceu estreia como colunista

José Dirceu - colunista - Metrópoles
José Dirceu: textos sobre a política brasileira. (Imagem: divulgação)

Ex-dirigente do PT começou dezembro escrevendo para o site Metrópoles

Em versão colunista, José Dirceu escreve análises sobre a política brasileira

“Voz influente na esquerda”. Dessa forma, o site Metrópoles apresentou ao público seu mais novo colunista. E trata-se de figura que conquistou protagonismo nos bastidores do poder do país nos últimos tempos — e que também teve problemas com a Justiça. Desde 3 de dezembro, José Dirceu escreve para o veículo de comunicação online. Ex-deputado federal e ex-ministro, ele já foi presidente nacional do PT. Na nova atividade, tem escrito sobre algo que vivência há décadas: a política brasileira.

Leia mais:

Inicialmente, os textos do colunista José Dirceu estão sendo publicados semanalmente pelo Metrópoles. Sempre às terças-feiras. No artigo de estreia, em 3 de dezembro, o ex-parlamentar analisou o que vem ocorrendo em outros países da América Latina. Afirmou que a direita — seja por manifestações ou eleições — está perdendo força na região. Citou, por exemplo, a recente eleição presidencial da Argentina. Aproveitou, ainda, para tecer críticas ao governo Bolsonaro. “Enquanto isso, o presidente avança em sua política autoritária, fundamentalista, religiosa e reacionária e se prepara para a reeleição”, escreveu.

O segundo artigo de José Dirceu para o Metrópoles girou em torno do que classifica como a união da “extrema-direita e elite empresarial” sob a “tutela” das Forças Armadas. O colunista define, entre outros pontos, que o Brasil, em termos de governo federal, conviveu com uma “coalizão de centro-direita”. Período que, segundo o colunista, durou da eleição de Tancredo Neves ao fim da era Fernando Henrique Cardoso. Garantiu que, agora, o país vive “risco real de autoritarismo” — e que a esquerda precisaria concordar com isso.

Publicado nessa terça, 17, o terceiro texto do mais novo colunista do Metrópoles tem tom de dica para agentes alinhados com o pensamento de esquerda. Para José Dirceu, é preciso desenvolver um programa de união. Segundo ele, o projeto precisa passar pelo que define como “reforma bancária”. Sugeriu as bandeiras que devem ser defendias por aliados. “O povo quer uma vida em paz, com segurança, justiça, liberdade e democracia. Um Estado com respeito ao papel das instituições e que ofereça um serviço público sob controle social”, afirmou.

Espaço plural

Integrante do Metrópoles e responsável por produzir a matéria falando sobre o novo colunista, Eumano Silva, que foi indicado ao Prêmio Comunique-se 2019 como ‘Repórter – Mídia Escrita’, a estreia reforça o site como ambiente plural. “A presença de Dirceu no Metrópoles contribui para a pluralidade de opiniões sobre as grandes questões nacionais. Em tempos de polarização, representa o flanco esquerdo do espectro político do país”. A chegada do ex-dirigente do PT ocorreu semanas após a estreia de José Roberto Guzzo como colaborador do veículo online.

Debandada de leitores?

No Twitter, ao avisar da estreia de José Dirceu como colunista, o Metrópoles foi alvo de críticas. Internautas ironizaram a parceria do site com o ex-parlamentar, ex-ministro-chefe da Casa Civil e ex-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores. Teve gente que foi categórica: deixaria de seguir a marca nas redes e de acessar o site. Em meio a poucos elogios ao articulista, outros internautas lembraram que José Dirceu foi condenado pela Justiça brasileira. Duplamente condenado no âmbito da Operação Lava Jato. Chegou a cumprir prisão de agosto de 2015 a maio de 2017. Posteriormente, ficou detido em Pinhais (PR) de maio a novembro deste ano — um mês depois, ganha, graças ao Metrópoles, o status de mais analista político do país.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR

COMO AGÊNCIAS PODEM CRESCER FATURAMENTO COM O INFLUENCER MARKETING?

Webinar

14/07 às 16:00