CARREIRA

Congresso de jornalismo investigativo terá “Domingo de Dados”

domingo de dados - congresso internacional de jornalismo - abraji - capa
(Imagem: reprodução)

Atividade é novidade do 14º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo. Promovido pela Abraji, treinamento está com inscrições abertas. “Domingo de Dados” contará com a participação de jornalistas e desenvolvedores

Estão abertas as inscrições para o “Domingo de Dados”, novidade do 14º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo. O conteúdo será dedicado exclusivamente a oficinas de jornalismo de dados. O encontro é aberto apenas aos participantes do congresso, que é promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

O treinamento “Domingo de Dados” será realizado no dia 30 de junho, das 10h30 às 18h, na sede do Insper, em São Paulo. Os instrutores são jornalistas e desenvolvedores especializados, como José Roberto de Toledo, conselheiro da Abraji e um dos pioneiros no uso de dados no jornalismo. Natália Mazotte, diretora executiva da Open Knowledge Brasil; Pedro Burgos, professor do Insper e criador do projeto Impacto.jor; e Álvaro Justen, fundador da plataforma Brasil.io, também estão confirmados.

Para participar, os interessados devem pagar uma taxa extra de R$ 80, que dará direito a almoço no domingo. Os participantes deverão levar seus próprios computadores para acompanhar as oficinas. Aqueles que já se inscreveram para o 14º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo e querem participar do “Domingo de Dados” devem preencher formulário online. É preciso realizar o pagamento e habilitar a inscrição nas oficinas. Não é possível fazer a inscrição apenas no “Domingo de Dados”.

Os interessados no “Domingo de Dados” que ainda não se inscreveram no congresso da Abraji poderão fazer o pagamento de ambos diretamente no site do evento. Basta preencher a inscrição no site e escolher a opção “Congresso + Domingo de Dados” na etapa de pagamento.

Confira o perfil dos palestrantes confirmados e a programação completa do “Domingo de Dados”. As palestras acontecerão simultaneamente em quatro salas:

“Domingo de Dados” - congresso internacional de jornalismo investigativo - abraji
(Imagem: divulgação/Abraji)

Sala 1

10h30
Jornalismo de dados é, antes de mais nada, jornalismo
José Roberto de Toledo: editor do site da revista piauí, onde também apresenta o podcast Foro de Teresina. Foi repórter e colunista de política na Folha e no Estado de S. Paulo e presidente da Abraji. Participou da investigação Panama Papers, liderada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês).

11h15
Como fizemos – bastidores de três reportagens de dados
Palestrantes a confirmar

12h05
Intervalo para almoço

12h40
Não temam o código! (introdução a programação para jornalistas)
Cecília do Lago: repórter no Estadão Dados – núcleo especializado em jornalismo de dados do Estadão – desde 2017. Em 2018, foi finalista do Cityvis Award na categoria Jornalismo.

Rodrigo Menegat: jornalista visual e de dados no Estado de S. Paulo. É formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), com especialização em jornalismo de dados na Universidade de Columbia, em Nova York.

14h15
Workbench: jornalismo de dados mais fácil e colaborativo (básico)
Sergio Spagnuolo: jornalista, fundador e editor da agência de jornalismo de dados Volt Data Lab, além de mestre em Relações Internacionais e Direitos Humanos pela PUC-SP e colaborador do portal de checagem Aos Fatos. É membro do conselho da Abraji desde 2018. Em 2016, foi fellow do Tow-Knight Center for Entrepreneurial Journalism, programa de empreendedorismo para jornalistas, em Nova York.

15h45
Intervalo para café

16h
Workbench: jornalismo de dados mais fácil e colaborativo (intermediário)
Sergio Spagnuolo.

Sala 2

10h30
Como entrevistar seus dados com Python
Palestrantes a confirmar

12h05
Intervalo para almoço

12h40
Oficina Facebook
Palestrantes a confirmar

14h15
Conheça dezenas de ferramentas para trabalhar com dados / Oficina de Open Refine
Natália Mazotte: diretora executiva da Open Knowledge Brasil, organização dedicada a desenvolver ferramentas, projetos e jornalismo de dados para fomentar a circulação de conhecimento e a transparência pública. Co-fundou a Gênero e Número, iniciativa de jornalismo de dados focada em gênero, e a agência de jornalismo de dados J++. Em 2013, desenvolveu o capítulo brasileiro da Escola de Dados. Será bolsista da John S. Knight Journalism Fellowships, em Stanford, na turma de 2019-2020, que começa em setembro e dura 10 meses.

Adriano Belisário: colaborador da Agência Pública e membro da Escola de Dados no Brasil. É formado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), trabalha com jornalismo investigativo e jornalismo de dados.

15h45
Intervalo para café

16h
Jornalismo de Dados com ferramentas Abraji
Reinaldo Chaves: jornalista e coordenador dos projetos de dados da Abraji, que incluem o Publique-se e o Ctrl+X. Trabalhou com economia e política no Diário de S.Paulo e na Folha de S.Paulo. Fez projetos orientados a dados na Repórter Brasil, The Intercept Brasil, Volt Data Lab e Transparência Internacional.

Sala 3

11h
Emails, relatórios e posts em social media: como automatizar partes chatas da rotina jornalística com Python (intermediário) – parte 1
Pedro Burgos: professor do Insper, bolsista do ICFJ e desenvolvedor do projeto Impacto.jor, que ajuda as redações no Brasil a acompanhar e medir seu impacto na sociedade. Trabalhou na Gazeta do Povo, no Marshall Project — focado na cobertura do sistema criminal dos Estados Unidos — e no Gizmodo Brasil. Contribuiu com veículos como Nexo, Folha de S. Paulo e as revistas Exame, Superinteressante e Galileu. É mestre em jornalismo pela City University of New York.

12h35
Intervalo para almoço

13h10
Emails, relatórios e posts em social media: como automatizar partes chatas da rotina jornalística com Python (intermediário) – parte 2
Pedro Burgos.

14h45
Precisamos falar sobre estatística: o que jornalistas devem saber
Renata Hirota: jornalista e analista de dados do Volt Data Lab. Cursa Estatística na Universidade de São Paulo.

16h15
Intervalo para café

16h30
Ciência de Dados no terminal
Alvaro Justen (Turicas): É ativista e colaborador de diversos projetos de software livre desde 2004. Ministra cursos de programação e eletrônica e desenvolve software principalmente usando a linguagem Python. É fundador da Brasil.IO, plataforma criada para facilitar o acesso à informação e professor da Escola de Dados.

Sala 4

11h
Como entrevistar seus dados com SQL (básico)
Rodrigo Burgarelli: analista de dados do Facebook. Foi repórter do Estadão por 7 anos. É formado em jornalismo pela UFMG, foi pesquisador visitante na Universidade de Columbia e é mestre em ciência política pela USP.

12h35
Intervalo para almoço

13h10
Como entrevistar seus dados com SQL (intermediário)
Rodrigo Burgarelli.

14h45
Oficina Google
Palestrantes a confirmar

16h15
Intervalo para café

16h30
Como entrevistar seus dados com R (introdução)
Guilherme Duarte: editor de dados no Jota. Trabalhou no Estadão Dados. É doutor em Direito Constitucional pela Universidade de São Paulo.

Serviço

O quê?
“Domingo de Dados” – 14º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo

Quando?
30 de junho, das 10h30 às 18h

Como participar?
Inscrições disponíveis no site do congresso da Abraji

Onde?
Instituto de Ensino e Pesquisa – Insper
(Rua Quatá, 300, Vila Olímpia – São Paulo/SP)

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR