COMUNICAÇÃO

Corpo de Boechat é cremado na Grande SP

velorio de boechat - rovena rosa agencia brasil
O velório do corpo do jornalista Ricardo Boechat, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo (Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Cerimônia foi reservada à família e amigos. Corpo do jornalista Ricardo Boechat foi cremado no Cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra (SP)

O corpo do jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, que morreu na queda de um helicóptero, foi cremado na terça-feira, 12, por volta das 16h. A cerimônia foi reservada para família e amigos, no Cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

O velório começou na noite de segunda-feira, e se estendeu até o começo da tarde desta terça-feira, no Museu da Imagem e do Som (MIS), nos Jardins, em São Paulo. O corpo foi seguido por um cortejo de taxistas.

Por volta do meio-dia da segunda, o helicóptero em que estavam Boechat e o piloto Ronaldo Quatrucci caiu sobre um caminhão. A suspeita é que ambos tenham morrido carbonizados no momento do acidente.

Acidente fatal

A queda ocorreu no km 22 da Rodovia Anhanguera, sentido interior, com o Rodoanel, e acabou explodindo. O motorista do caminhão foi socorrido pela concessionária. Boechat estava voltando de Campinas (SP), onde tinha ido dar uma palestra.

Jornalismo sem Boechat:

***** ***** ***** ***** *****

Edição: Juliana Andrade

Tags

SOBRE O AUTOR

Agência Brasil

Agência Brasil

Agência pública de notícias criada em 1989, logo após a incorporação da Empresa Brasileira de Notícias (EBN) pela extinta Empresa Brasileira de Comunicação (Radiobras). Em 2007, com a criação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que incorporou a Radiobras, passou a integrar o sistema público de comunicação.

3 Comentários

COMENTAR