CARREIRA

Curso online sobre “navegar na desinformação” abre inscrições

curso - desinformação
(Imagem: Shutterstock.com)

“Navegando na desinformação” é o nome do curso online gratuito promovido pelo Knight Center for Journalism in the Americas. As inscrições estão abertas para o treinamento — que será em inglês

Texto publicado originalmente no site do Knight Center for Journalism in the Americas

Protestos multitudinários em todo o país são planejados e seria impossível ter correspondentes alocados em cada manifestação. Como muitas redações nos dias de hoje, você planeja vasculhar as redes sociais em busca de fotos e vídeos que possam fornecer um retrato do que está acontecendo no país.

Mas como você pode ter certeza de que as imagens que você está vendo foram realmente registradas no lugar e na hora indicados? Aprender a verificar o conteúdo de fontes online é mais importante a cada dia, especialmente à medida que aumenta a quantidade de conteúdo falso na internet.

O novo curso online aberto e massivo (MOOC) em inglês do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e de Claire Wardle, da First Draft, vai oferecer as ferramentas e habilidades necessárias para verificar o conteúdo online e usá-lo eticamente em reportagens profissionais.

Inscreva-se agora no curso em inglês de quatro semanas “Navegando pela desinformação: como identificar e verificar o que você vê na web”, que vai de 25 de março a 21 de abril

“Todas as pessoas que trabalham com a publicação de informações que devem ser legítimas e não querem escrever uma correção devem saber como verificar a autenticidade do conteúdo originado online”, disse Wardle. “Não é mais suficiente dizer ‘esta foto ou este vídeo não pode ser verificado independentemente’. O público merece saber a origem de qualquer item incluído em uma reportagem ou press release. Como as figuras públicas adotaram intensamente as redes sociais, até mesmo os repórteres e editores tradicionais precisam conhecer os fundamentos da verificação e ter a ética de incorporar esse conteúdo às reportagens elaboradas nas práticas de suas redações”, complementou.

Não saber detectar problemas que acompanham o conteúdo das redes sociais pode trazer ameaças tanto a você quanto à sua redação. “Os jornalistas estão sendo atacados por esforços online coordenados para enganá-los e prejudicá-los”, afirmou Wardle. “Os jornalistas precisam estar atentos a esses tipos de campanhas, entendendo como as informações online são trocadas e entendendo as verificações básicas envolvidas na verificação de uma fonte online”.

curso online - desinformacao
(Imagem: reprodução)

Para ajudar você a se preparar para isso, o curso é dividido em quatro módulos semanais, cada um cobrindo uma parte específica da verificação.

  • A primeira semana vai tratar da descoberta de conteúdo problemático, incluindo o uso de plataformas de monitoramento gratuitas;
  • A segunda semana vai abordar a verificação básica de fontes online, incluindo o uso de pesquisas de imagens reversas e a análise de pegadas digitais;
  • A terceira semana revisa a verificação avançada de fontes online, incluindo a geolocalização de fotos e vídeos;
  • A quarta semana abrange considerações e desafios éticos, como se defender na dark web.

As professoras

A instrutora Claire Wardle lidera a direção e a pesquisa estratégicas do First Draft, que se dedica a apoiar jornalistas, acadêmicos e tecnólogos na abordagem de desafios relacionados à confiança e à verdade. Wardle também é cofundadora da Eyewitness Media Hub e é uma TED fellow. Ela é especialista em conteúdo gerado pelo usuário (UGC, na sigla em inglês) e pesquisou como ele é usado pelas organizações de notícias. Anteriormente, trabalhou como diretora de pesquisa no Tow Center for Digital Journalism e foi chefe de redes sociais da Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados) e diretora de serviços de notícias da Storyful.

Wardle terá como assistente Aimee Rinehart, que dirige parcerias e desenvolvimento para o First Draft. Rinehart gerenciou o Comprova, um projeto de checagem de fatos criado para as eleições brasileiras em 2018. Ela já trabalhou como criadora digital no The New York Times e editora no Wall Street Journal Europe. Ela também trabalhou nos departamentos de comunicação da American Civil Liberties Union, no Overseas Press Club of America e na Columbia Graduate School of Journalism.

Participações especiais

Além de Wardle e Rinehart, os alunos também vão ouvir os palestrantes convidados especiais Julia Bayer, jornalista de redes sociais e instrutora da Deutsche Welle; Pedro Noel, jornalista da AFP; e Sam Dubberley, assessor especial do corpo de verificação digital da Anistia Internacional.

“Este é outro curso que o Centro Knight oferece à comunidade de jornalistas nos Estados Unidos e em todo o mundo que atende a uma necessidade importante e urgente. Temos a sorte de contar com uma das melhores especialistas no campo da verificação de conteúdo online. O trabalho de Wardle tem se mostrado eficaz e é reconhecido internacionalmente”, disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight. “Também temos a sorte de contar com Aimee Rinehart, que acaba de ter uma experiência relevante no campo, e os incríveis palestrantes convidados”.

O MOOC consiste em aulas e entrevistas em vídeo, leituras e apostilas / exercícios, participação em fóruns de discussão e questionários. O curso é aberto a jornalistas e cidadãos digitais conscientes. Se você já está envolvido na verificação e descoberta de conteúdo problemático, está convidado a participar para compartilhar seu ponto de vista e seu insight. Os alunos deverão ter acesso à Internet e são incentivados a ter contas no Facebook, Instagram e Twitter.

Curso online e gratuito

Como todos os cursos do Centro Knight, este MOOC é assíncrono, para que os alunos possam completar as atividades durante os dias e horários mais convenientes. No entanto, existem prazos sugeridos para que você não fique para trás.

O curso é gratuito, graças a uma doação generosa da Fundação John S. e James L. Knight, que tem ajudado o Centro Knight a oferecer treinamento em jornalismo para jornalistas de todo o mundo. No entanto, os alunos que concluírem com êxito os requisitos do curso têm a opção de pagar uma taxa administrativa de US$ 30 para receber um certificado de conclusão em formato PDF. Nenhum crédito universitário está associado ao certificado.

Leia mais:

SOBRE O AUTOR

avatar

UT Knight Center

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin é um programa de extensão e capacitação profissional para jornalistas na América Latina e no Caribe. Organiza programas de treinamento que já beneficiaram milhares de jornalistas e professores de jornalismo nas Américas. O Centro Knight também ajudou a criar uma nova geração de organizações jornalísticas independentes. Essas organizações têm desenvolvido programas de treinamento auto-sustentáveis com o objetivo de aumentar os níveis éticos e profissionais do jornalismo, contribuindo assim ao aprimoramento da liberdade de imprensa e da democracia no hemisfério. O Knight Center publica um blog trilíngue em português, espanhol e inglês que cobre temas ligados ao jornalismo e à liberdade de imprensa na América Latina e no Caribe.

COMENTAR

COMENTAR