ESPECIAIS

Diretor da TV Aparecida fala de comunicação e religião

irmao alan - com a mae aparecida - tv aparecida
Alan Patrick Zuccherato, missionário e diretor da TV Aparecida (Imagem: Juan Ribeiro/Divulgação TV Aparecida )

Alan Patrick Zuccherato, o Irmão Alan, é apresentador e diretor de programação da TV Aparecida. Em entrevista ao Portal Comunique-se, ele fala como é ser missionário da Igreja Católica e executivo de veículo de comunicação

Missionário graduado em pedagogia e com pós em educação e filosofia, Alan Patrick Zuccherato passou a ter a comunicação social em seu da a dia de trabalho em 2019. No dia 8 de março, Irmão Alan, como é conhecido no ambiente da Igreja Católica, assumiu o desafio de ser o diretor de programação da TV Aparecida. Aos 37 anos, o religioso demonstra entusiasmo com a carreira que se inicia, a de executivo de veículo de comunicação. Nesse sentido, traça estratégias para o quadriênio 2019 – 2022, quando nova gestão da fundação por trás da emissora de televisão será eleita.

Sobre o trabalho inicial como diretor de programação da TV Aparecida, Irmão Alan afirma que se vê envolto a uma “rotina muito intensa”, até porque também tem a responsabilidade de apresentar o ‘Com a Mãe Aparecida’, programa que vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 10h. Sobre a missão do canal, de levar boas notícias para o público, ele fala em exibir conteúdos que possam contribuir para o “desenvolvimento da pessoas”. O missionário também explica como é ser um religioso e, ao mesmo tempo, um gestor de um canal de televisão. Tudo isso e mais, como as ações da emissora nas redes sociais, estão na entrevista concedida por Irmão Alan ao Portal Comunique-se.

Confira abaixo:

Quais os desafios iniciais encarados nesses primeiros meses à frente da direção de programação da TV Aparecida?

É uma rotina muito intensa. Além de diretor da programação, também apresento o programa ‘Com a Mãe Aparecida‘, de segunda a sexta, ao vivo, às 10h, e ainda tenho outros compromissos da Congregação Redentorista. Além disso, precisei mergulhar nesse universo dinâmico que é o da televisão. Tudo acontece e muda muito rápido. Precisamos estar atentos às tendências e preferências do nosso público para que possamos tomar boas decisões e oferecer sempre o melhor na nossa programação.

irmao alan - tv aparecida
Irmão Alan: missão de divulgar boas noticias na televisão (Imagem: Juan Ribeiro/Divulgação TV Aparecida )

Um dos principais desafios nesses meses tem sido conciliar as agendas, acompanhar esse ritmo de televisão e tudo o que envolve o mundo midiático e do nosso grupo de comunicação. E é por isso que conto bastante com as equipes que trabalham comigo, formadas por profissionais muito competentes, e que já vêm desenvolvendo esse trabalho.

Enquanto gestor da emissora, como encontrar o equilíbrio entre conteúdo religioso, atrações de variedades e jornalismo? 

A TV Aparecida nasceu com a missão de levar a Boa Notícia para o povo brasileiro e queremos que a nossa boa mensagem alcance cada vez mais pessoas. Nosso compromisso é trazer conteúdos que contribuam para o desenvolvimento das pessoas, tanto no âmbito espiritual, quanto no âmbito pessoal, familiar e até profissional. Por isso, em nossa programação você pode ver, além dos programas religiosos, o jornalismo, a prestação de serviços, dicas de empreendedorismo, saúde, bem-estar e outros assuntos que ajudam as pessoas a buscarem sempre o melhor para suas vidas e para as suas famílias.

“Precisei mergulhar nesse universo dinâmico que é o da televisão. Tudo acontece e muda muito rápido” (Irmão Alan)

Acompanhamos os números de audiência para saber o que está funcionando e o que podemos melhorar, mas sempre prezamos, antes disso, pelo bom conteúdo e não abrimos mão desse compromisso para buscar números de audiência mais altos. Acreditamos que o nosso crescimento é reflexo do interesse do público em conteúdos que valorizam o ser humano e vamos continuar nesse caminho.

Pessoal e profissional: como é para o senhor ser um homem religioso e, ao mesmo tempo, um executivo de veículo de comunicação?

Toda vocação é para a missão. Sou uma pessoa, primeiramente, consagrada, isto é, o Alan é um Irmão Missionário Redentorista. E uma das frentes pastorais da congregação é a atuação nos meios de comunicação social. Então, a partir dessa consciência, assumo esse trabalho como uma missão. É um crescimento diário e mútuo. Unem-se as perspectivas do conhecimento técnico, que a gestão executiva de um veículo de comunicação exige, àquilo que é bem específico da TV Aparecida: a evangelização. Alinhar essa conduta pessoal e profissional é o desafio para todos os colaboradores dessa emissora.

“Acreditamos que o nosso crescimento é reflexo do interesse do público em conteúdos que valorizam o ser humano” (Irmão Alan)

A TV Aparecida prepara novidades na programação para os próximos meses? Quais tipos de conteúdos e estreias podem ser adiantados?

Em 2019, além da nova grade que está no ar desde o início de março, teremos as estreias das temporadas nas noites de sexta-feira. Após a temporada atual do ‘Tudo em Família’, que vai até junho, vamos estrear o ‘Programa Claudete Troiano’, que a apresentadora irá conciliar com o já consagrado ‘Santa Receita’, vespertino exibido diariamente. Esse novo programa semanal com exibição às 20h, terá música, bate-papo, convidados e atrações especiais. Já em setembro, teremos mais uma edição do programa ‘Revelações Sertanejo’, nosso reality show que busca talentos da música sertaneja. Além disso, ao longo do ano, continuaremos nosso trabalho de busca por conteúdo inédito, por meio de parcerias com produtoras e licenciamento de filmes e séries, para enriquecer a nossa grade.

irmao alan - tv aparecida - 2
Irmão Alan: missionário da Igreja Católica e executivo de veículo de comunicação (Juan Ribeiro/Divulgação TV Aparecida )

Além da televisão, a TV Aparecida pode ser considerada uma potência nas redes sociais, com mais de 2, milhões de fãs só no Facebook. Qual o trabalho a programação televisa no abastecimento de conteúdo para as plataformas digitais e na produção multiplataforma?

Nós temos aqui no Santuário Nacional de Aparecida um grupo muito forte de comunicação. Além da TV, contamos com duas emissoras de rádio, uma editora e um portal de internet, o A12.com. Por meio do portal, das nossas redes sociais e do nosso aplicativo fazemos a distribuição dos nossos conteúdos televisivos e radiofônicos, também no ambiente digital. Além disso, nas coberturas jornalísticas e em grandes eventos e projetos, sempre trabalhamos juntos, pensando no conteúdo para todas essas plataformas.

“Além da TV, contamos com duas emissoras de rádio, uma editora e um portal de internet” (Irmão Alan)

Se tivesse de resumir em uma frase o propósito e o objetivo da TV Aparecida, qual seria?

“A fé está no ar”. Nossa marca se caracteriza em transmitir aquilo que é o essencial para o ser humano. Levar a boa notícia, a interatividade, a devoção e ajudar o telespectador a cada dia e em toda nossa programação a acreditar na vida, ter esperança e encontrar a felicidade, colaborando no desenvolvimento integral de cada pessoa para um mundo melhor. Esses valores comunicamos com convicção a fim de contagiar a todos nesse equilíbrio de variados conteúdos e, sem dúvida, levar as bênçãos da Mãe Aparecida, daqui do Santuário Nacional, a Capital Mariana da Fé, para todo o Brasil.

Por fim, para profissionais e estudantes de comunicação que acompanham o Portal Comunique-se: há perspectiva de abertura de vagas na emissora? O que fazer para ter oportunidade de ingressar no canal?

Nossa equipe de RH está sempre atenta em busca de bons profissionais para suprir as demandas que vão surgindo, de acordo com os nossos projetos. Quem tiver interesse em cadastrar seu currículo em nosso banco de talentos, pode enviar para selecao@redeaparecida.com.br.

Leia mais – ‘Especiais’:

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR