COMUNICAÇÃO

Rede TV e Record News se destacam em plataformas de vídeo

youtube - facebook - rede tv - record news - vídeos
(Imagem: Canva.com)

Mais do que emissoras, marcas se posicionam cada vez mais como produtoras de conteúdo multimídia

Tanto Rede TV quanto Record News já registram audiência bilionária e milionária em vídeos no Facebook e no YouTube, respectivamente

Emissoras de TV? A Record News e a Rede TV têm trabalhado para irem além da televisão. As duas vêm registrando, mês após mês, crescimento em suas plataformas digitais. Sobretudo no YouTube e no Facebook. E o sucesso na rede de vídeos tem seguido em meio à pandemia do novo coronavírus. Com isolamento social e o público cada vez mais conectado, as duas empresas registram audiência na casa dos milhões.

Já viu?

No caso da Rede TV, aliás, a audiência já passou dos milhões. Em abril, a empresa de comunicação reforçou que na fan page mantida pela marca no Facebook o número de visualizações de vídeos rompeu a barreira dos 6 bilhões. Número esse contabilizado desde novembro de 2017. Durante tal período, a página registrou, ainda, outros dados impactantes. Afinal, os vídeos da Rede TV no Facebook apresentam 8,6 bilhões de minutos visualizados, além de contar com 9,1 milhões de seguidores na rede.

fan page - Rede TV
(Imagem: divulgação/Rede TV)

Os dados fazem com que Franz Vacek, superintendente de jornalismo, esportes e digital da Rede TV, comemore. O executivo ressalta que os números alcançados no Facebook são relevantes para a empresa. “Um enorme feito. Um recorde que traduz o empenho da Rede TV nessa plataforma e o brilhante retorno do público que busca o nosso conteúdo”, diz o comunicador-gestor que, no núcleo, conta com os trabalhos dos editores-chefes André Lucena e Carolina Escobar.

O sucesso da Rede TV no ambiente digital não se resume ao Facebook. No YouTube, as iniciativas da marca também se destacam. O principal canal da empresa na plataforma tinha, até abril, 5,9 bilhões de visualizações. Registra, ainda, quase 10 milhões de inscritos. Até o início desta quinta-feira, 14, eram 9,92 milhões de inscritos. Fora essa, a empresa mantém ativos mais dois canais: jornalismo (440 mil) e entretenimento (587 mil).

Notícias via YouTube

A Rede TV não é, contudo, a única marca que nasceu como emissora de televisão a investir no YouTube. Focada em notícias, a Record News segue o mesmo caminho. Há meses implementando estratégias para o digital, o veículo de comunicação mantido pelo Grupo Record apresenta os primeiros frutos. Na quarta-feira, 13, o canal da empresa de mídia alcançou 1 milhão de inscritos em sua plataforma de vídeos do Google. E isso representa crescimento de 196% em apenas 90 dias, informa comunicado da emissora.

Vice-presidente de jornalismo do Grupo Record, Antonio Guerreiro analisa que o crescimento representa as ações do conglomerado em investir cada vez mais na produção de conteúdo para diferentes mídias. “A conquista da marca de 1 milhão de seguidores apenas confirma a vocação multiplataforma da emissora, que foi pioneira em formatos jornalísticos transmídia no Brasil”, comenta o gestor que, antes de atuar nos bastidores da televisão, comandou a redação do portal R7.com.

Os resultados vão além do volume milionário de inscritos. Tendo como base o trabalho realizado nos últimos três meses, a Record News avisa que seus vídeos no YouTube no período foram visualizados aproximadamente 70 milhões de vezes, o que gerou 4 bilhões de impressões e 5,5 milhões de minutos assistidos. Os tais 90 dias também renderam frutos para a produtora de conteúdo no Facebook. Pela fan page, com 8 milhões de seguidores, os vídeos foram assistidos por 3,6 milhões de internautas, tendo, assim, 12 milhões de impressões.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR