ESPECIAIS

Globo promove “dança das cadeiras”. Diretor troca jornalismo por entretenimento

danca das cadeiras - tv globo - jornalismo e entretenimento
(Imagem: reprodução)

Diretor-geral da emissora, Carlos Henrique Schroder comunica mudanças que envolvem aposentadoria e mudanças de responsabilidades entre gestores. Entre as alterações está a saída de Mariano Boni do jornalismo. Atual diretor-executivo da área, ele entra na “dança das cadeiras” e passa a trabalhar com o entretenimento da TV Globo

A gestão de núcleos ligados ao entretenimento e ao jornalismo da TV Globo passam por mudanças. Em comunicado divulgado à imprensa nesta semana, o diretor-geral Carlos Henrique Schroder confirma uma “dança das cadeiras” envolvendo líderes das duas áreas. Diretor-executivo de jornalismo desde 2013, Mariano Boni deixa a área para comandar atrações da linha de variedades, como ‘Mais Você’, ‘Encontro’ e ‘Altas Horas’.

mailing-imprensa-cse
Anúncio

Todas as atrações de entretenimento com entrevistas em seus repertórios passam a ficar sob o guarda-chuva comandado por Mariano Boni. Na nova função, o jornalista cuidará de conteúdos diários e semanais espalhados por diversas faixas da programação. ‘Bem Estar’, ‘Vídeo Show’, ‘Conversa com Bial’ e ‘Amor & Sexo’ — além dos produtos apresentados por Ana Maria Braga, Fátima Bernardes e Serginho Groisman — passam a ficar sob a responsabilidade do novo gestor.

Alguns dos programas liderados por Mariano Boni têm um ponto em comum: estão sofrendo com baixa audiência. O ‘Vídeo Show’, por exemplo, tem há tempos perdido para o ‘Balanço Geral’ (Record) na praça São Paulo. O talk show conduzido por Pedro Bial costuma ficar atrás do ‘The Noite’ (SBT). O ‘Bem Estar’, por sua vez, está prestes a ser excluído da programação da Rede Bahia. Na afiliada da Globo, a atração derruba a audiência, conforme registrado pelo Notícias da TV.

mariano boni - tv globo - danca das cadeiras - jornalismo e entretenimento
Mariano Boni: do jornalismo ao entretenimento (Imagem: Renato Velasco/TV Globo)

Programa de entretenimento

Não é apenas o executivo que troca a parte de notícias pelo nicho de variedades do canal. Vinculado ao setor de jornalismo desde a sua criação em fevereiro de 2011, o ‘Bem Estar’ também faz parte da “dança das cadeiras”. A partir de agora, a produção matinal fica agrupada no entretenimento. Pela política da TV Globo, a mudança permite com que os apresentadores Fernando Rocha e Mariana Ferrão passem a estrelar ações de merchandising. A emissora proíbe que subordinados ao jornalismo tenham relação com conteúdos publicitários.

A “dança das cadeiras”

A saída de Mariano Boni do jornalismo faz parte da “dança das cadeiras” motivada pela aposentadoria (da emissora) de Eduardo Figueira. Diretor de produção, ele se prepara para deixar a TV Globo em maio de 2019, depois de 40 anos de casa. Para a função do experiente gestor, Carlos Henrique Schroder escolheu Ricardo Waddington, que vinha respondendo pela parte de “gênero – variedades e multitelas”. Com a movimentação, o entretenimento ganha divisão, com parte sendo dirigida por Boninho (musicais, realities shows e auditório). A outra, já mencionada, fica com Mariano Boni.

No jornalismo, a mudança de área de Mariano Boni envolve diretamente outros três jornalistas-gestores. Ricardo Villela deixa a diretoria regional de jornalismo em Brasília para se tornar diretor-executivo, ficando baseado no Rio de Janeiro. Na capital federal, o cargo aberto com a promoção de Villela será ocupado por Luiz Fernando Ávila, que hoje responde como editor-chefe do ‘Jornal Hoje’. A redação global no DF conta com 91 profissionais, segundo dados do serviço de mailing do Comunique-se. Editor-executivo do ‘Jornal da Globo’, Claudio Marques substituirá Ávila no ‘JH’. As mudanças e promoções foram definidas pelo diretor-geral de jornalismo da TV Globo, Ali Kamel.

ricardo villela - tv globo - danca das cadeiras - jornalismo e entretenimento
Ricardo Villela é o novo diretor-executivo de jornalismo da TV Globo (Imagem: reprodução/Memória Globo)

Mudanças em meio a baixas

A “dança das cadeiras” entre gestores do jornalismo e entretenimento ocorre no mês em que o canal enfrenta saídas. Somente nas redações de São Paulo e do Rio de Janeiro, três jornalistas deixaram o canal: Izabella Camargo, Camila Silva e André Luiz Azevedo. Em seu comunicado, Carlos Henrique Schroder não cita as recentes baixas. Pelo contrário. Ele vislumbra possibilidades de crescimento.

“A Globo tem se preparado nos últimos anos para as transformações e oportunidades que as mudanças no mercado de mídia estão nos trazendo. Contar com o talento dos nossos múltiplos profissionais é um diferencial nesta dinâmica constante de evolução, que exige de nós um olhar cada vez mais amplo, para a empresa como um todo”, comenta o diretor-geral da TV Globo.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Jornalista, 28 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em jornalismo digital pela ESPM. Há nove anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário' e 'Leitor-Articulista'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

3 Comentários

COMENTAR