Portal Comunique-se

Governo de SP promete investigação “rigorosa” sobre agressão a cinegrafista

Governo de SP promete investigação “rigorosa” sobre agressão a cinegrafista
Em nota, o governo do Estado se posicionou como defensor da liberdade de imprensa. (Imagem: reprodução/ Twitter).

O caso ocorreu durante cobertura da chegada de Bolsonaro a Aparecida, no interior do estado

Compartilhe

Passados três dias desde a agressão sofrida por Leandro Matozo, cinegrafista da GloboNews, o governo do Estado de São Paulo se manifestou sobre o caso. Em resposta a carta enviada pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Secretaria de Comunicação prometeu uma investigação policial rigorosa e ágil, além de destacar seu posicionamento em defesa da liberdade de imprensa.

Leia mais:

Na última terça-feira, 12, Leandro Matozo foi agredido durante cobertura da chegada de Bolsonaro a Aparecida, no interior paulista. Um apoiador do presidente da República deu uma cabeçada no profissional e ameaçou-o de morte. O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência na Polícia Militar, mas o agressor não foi encaminhado à delegacia.

Veja a nota do Governo de São Paulo à ABI:

“O Governo de São Paulo é defensor intransigente da imprensa livre como um dos pilares fundamentais da democracia brasileira. Em nome do Governador João Doria, a Secretaria de Comunicação repudia com veemência a covarde e injustificável agressão sofrida pelo cinegrafista Leandro Matozo, da GloboNews, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida na última terça (12). Nesta quarta, Doria determinou que a Secretaria de Segurança Pública atue com total transparência na apuração do caso. A investigação policial deve ser rigorosa e ágil para que o agressor responda imediatamente à Justiça pela gravidade do ataque cometido não apenas ao cinegrafista, mas também à liberdade de expressão no Brasil.”

Secretaria Especial de Comunicação
Governo do Estado de SP

Compartilhe
0
0

Julia Renó

Jornalista, 24 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS), pós-graduanda em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata