ESPECIAIS

Jornalismo adere à Black Friday para impulsionar assinaturas

black friday - jornalismo - assinantes
(Imagem: Alexandr Bazhanov/Dreamstime)

Data marcada pela gama de produtos e serviços oferecida com valores promocionais, Black Friday ganha força na imprensa brasileira

Pelo menos seis players do jornalismo do país estão com promoções atreladas à ação. Na comunicação, objetivo é conquistar novos assinantes de conteúdos

Apesar de estar longe do ápice da busca pelo assunto em novembro do ano passado, conforme registra o Google Trends, a Black Friday passa a chamar a atenção de veículos de comunicação do país. O interesse da mídia brasileira com a data promocional tem ido para além de pautas. Os próprios veículos de jornalismo estão promovendo ofertas especiais atreladas ao período. Com valores e ações diferentes entre si, o objetivo por parte dos órgãos da mídia que aderiram à campanha é o mesmo: rentabilizar a operação de produção de conteúdo com a conquista de mais assinantes.

 

Leia mais:

No jornalismo, a Black Friday 2019 alcança impressos diários, revistas, título que trocou de vez a banca pela internet e até veículo nativo digital. A reportagem do Portal Comunique-se constatou que pelo menos seis empresas de comunicação estão apostando na Black Friday para aumentar a base de consumidores de notícias. Oriundos da mídia em papel, Estadão (SP), O Globo (RJ) e O Povo (CE) estão na lista. Sem versão diária em papel desde junho de 2017, a Gazeta do Povo (PR) também está anunciando condições especiais para novos assinantes, assim como as revistas mantidas pelo Grupo Abril. No ar desde o mês passado e com foco 100% no digital, o Vortex Media completa o time.

Com o slogan de “mais conteúdo por muito menos”, a Gazeta do Povo oferece três pacotes para quem se tornar assinante em meio à Black Friday, que ocorre de fato na sexta-feira, 29. Há o “Plano Digital”, com o consumidor de jornalismo desembolsando R$ 4,90 “nos primeiros meses” e que é atrelado aos materiais informativos e opinativos produzidos pelo veículo. Pelo valor mensal de R$ 19,90, o “Plano Premium” dá direito a um login extra e a possibilidade contar com navegação mais rápida e sem exibição de anúncios. Reservado somente a quem mora na região de Curitiba, o “Plano Premium + Clube” disponibiliza, por R$ 33,80 ao mês, acesso à plataforma exclusiva de benefícios e descontos.

Impresso e digital

Marca que diferentemente da Gazeta do Povo ainda não abandonou a versão impressa diária, mas que já vê o seu digital ganhar força, o Estadão também aderiu à Black Friday deste ano. Disponibiliza, como a empresa paranaense, três opções diferenciadas para quem desejar entrar agora para a sua lista de assinantes. Com R$ 8,90 por mês durante um ano, o leitor fará parte do grupo “Digital Básica”, atrelado às reportagens e aos artigos presentes no online. Por R$ 16,90, a “Digital Completa” apresenta o seu clube — rede de descontos e benefícios. Já a “Impresso + Digital” surge com o acesso irrestrito ao BR Político e com o cliente recebendo em casa, todo dia, a versão em papel do centenário O Estado de S. Paulo.

50% off por um ano“. É desse jeito que O Globo anuncia a sua promoção de Black Friday. A empresa carioca oferece duas possibilidades a seus assinantes em potencial. O “Globo Digital” está aberto para ser contratado por R$ 9,90 ao mês. O valor original do produto é de R$ 29,90, frisa a equipe promocional da marca. Nesse plano, o leitor contará com acesso ilimitado ao site e ao aplicativo, entre reportagens e colunas, ao acervo digital (com material desde 1925) e ao clube de descontos. A “Globo Mais” oferece os conteúdos de outros títulos do Grupo Globo. Quem se interessar em pagar mensalmente R$ 14,90 poderá ler publicações como Marie Claire, GQ e AutoEsporte por meio do app Globo Mais.

Oferta de degustação

A Black Friday 2019 também está presente no jornalismo nordestino. Além de seus dois planos tradicionais, “Light” e “Premium”, O Povo está na fase do que preferiu denominar de “Black Week“. Dessa forma, quem decidir se tornar assinante da versão digital do veículo de comunicação com sede em Fortaleza arcará com somente R$ 0,99 por mês. O valor promocional, contudo, tem caráter de degustação. Isso porque ele é válido apenas para os três primeiros meses de assinatura. Depois desse período, o investimento mensal será de R$ 9,90. Os responsáveis pela promoção destacam que a “Black Week” dá “acesso à área exclusiva do O Povo”.

Revistas disponíveis

Reconhecida pelas revistas impressas, o Grupo Abril foca a promoção de Black Friday nas versões digitais de seus títulos. É possível assinar a semanal Veja por R$ 7,90 por mês. A empresa destaca que o preço representa “89% off” quando comparado com o plano normal. O conglomerado de mídia oferece, ainda, outros nove títulos de seu catálogo com assinatura mensal custando R$ 4,90. Na lista estão as versões digitais de revistas como Placar, Exame, Superinteressante e Quatro Rodas. Ainda é possível assinar o Guia do Estudante Play Curso Enem (R$ 6,90/mês), a plataforma GoRead (R$ 8,90/mês) e até um título que não é propriedade do Grupo Abril: a revista Piauí (que está saindo por “a partir de 8X de 26,20”).

Um nativo digital

Veículo de comunicação que está no ar desde 8 de outubro e que tem na captação de assinaturas seu principal modelo de negócio, o Vortex Media também está aderindo à Black Friday. Por ora, é possível assinar o site de duas formas. A primeira possibilidade é partir para o plano anual, que, em oferta está de R$ 178,80 por R$ 118,80. No formato mensal, o cliente consumidor de notícia desembolsará R$ 14,90 a cada 30 dias, em vez de R$ 19,90. Independentemente de a assinatura ser paga de uma vez só ou todo mês, o assinante do Vortex Media terá acesso a todo o conteúdo do site, fóruns com os jornalistas do veículo, lives e até agendar um horário para conversar direta e exclusivamente com um integrante da redação.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR