OPINIÃO

Jornalistas na linha de frente da pandemia mundial

Artigo de Guliver Leão sobre pandemia do coronavírus e o trabalho de jornalistas
(Imagem: Canva.com)

Presidente da Federação Nacional das Empresas de Rádio e TV (Fenaert), Guliver Leão analisa o trabalho de profissionais da imprensa diante da missão de noticiar sobre o coronavírus

Para ele, jornalistas têm papel importante em meio à pandemia do Covid-19

Leia, abaixo, a íntegra do artigo de Guliver Leão enviado com exclusividade ao Portal Comunique-se. Em pauta, jornalistas X a pandemia do coronavírus

O coronavírus deflagrou mudanças profundas no dia a dia que conhecemos. Escolas fechadas, circulação bastante reduzida. E muitos cuidados para evitar que a Covid-19 se propague e repita o cenário que vimos em outros países. Neste contexto, o excelente trabalho que os jornalistas brasileiros têm desempenhado é destaque em cobertura e informações relevantes à população sobre a pandemia.

Leia mais:

Sem jornalistas não há notícia, é verdade. E, em momentos como esse, de uma pandemia mundial como a do coronavírus, vemos como o exercício da profissão é valioso. É por isso que lutamos no cotidiano por liberdade de expressão e de noticiar, para exaltar a essência de levar, em tempo real, informações para pessoas em todas as situações e em todos os locais. A TV e o rádio estão na casa de cada um de nós neste momento. São veículos fundamentais em pontos marcantes da nossa história – que agora vemos acontecendo ao vivo.

As medidas de proteção dos profissionais são importantes, tanto para preservar a saúde como para que os dados mais fundamentais do Coronavírus sejam de amplo conhecimento da população. Afinal, todos têm direito à informação. No estado de São Paulo, os boletins diários dos órgãos públicos também mudaram. Agora, os materiais são entregues aos jornalistas de forma digital, uma forma de evitar o contato e preservar ambos os lados. Além disso, os jornalistas podem se comunicar, enviando perguntas, por meio de mensagens e as coletivas são feitas em ambiente virtual. Diversos canais de televisão e emissoras de rádio reduziram a programação de entretenimento para oferecer mais espaço à grade noticiosa. Uma maneira corajosa de ampliar o acesso à informação.

“Sem jornalistas não há notícia, é verdade”. Guliver Leão vai além da pandemia de coronavírus para elogiar o papel da imprensa

Ainda estamos nos adaptando ao que a pandemia do coronavírus nos impõe. O papel da imprensa, porém, já é motivo de destaque. A cobertura completa, bem como a busca por notícias claras, objetivas e, principalmente, verdadeiras, é um serviço de utilidade pública, fundamental. Que todos possam identificar como o jornalismo é parte do cotidiano, mas também é o que nos possibilita ter as informações mais relevantes a todo momento. Os desafios dos profissionais de imprensa são enormes com tarefas diárias dos incansáveis jornalistas, técnicos e produtores. Todos estão movendo esforços memoráveis. A história os lembrará.

***** ***** ***** ***** *****

Por Guliver Leão. Presidente da Federação Nacional das Empresas de Rádio e TV (Fenaert).

SOBRE O AUTOR

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR