OPINIÃO

Da importância de sobreviver em meio ao coronavírus….

Carnaval - coronavírus - Globo
(Imagem: Canva.com)

“Engraçado, no Carnaval o coronavírus já estava no mundo ameaçando chegar em nosso país, e a Rede Globo pouco se lixou para ele”. É o que critica leitora-articulista do Portal Comunique-se

Engraçado, no Carnaval o coronavírus já estava no mundo ameaçando chegar em nosso país, e a Rede Globo pouco se lixou para ele. Pelo contrário. Mandou repórteres para todo canto do país onde houvesse aglomeração de pessoas fantasiadas ou não, bebendo muito, usando drogas, cantando ao embalo de um som altíssimo, atrapalhando o trânsito de quem queria simplesmente passar. E o coronavírus? Ah, dane-se o coronavírus. Vou beijar-te agora, não me leve a mal, pois é carnaval!

Leia mais:

Por sorte, em alguns locais, como São Paulo, por exemplo, a chuva espalhou esses grupos. Do contrário, atravessariam a noite em gargalhadas e farra, entre contágios e contagiados. Mas em outros lugares por todo o país, as aglomerações continuaram com beijos, uso coletivo de copos, bocas de garrafa e tal. Um Carnaval para o coronavírus, fantasiado de rei.

Agora que o Carnaval passou e que a preocupação mudou de foco, logo depois que Bolsonaro foi um irresponsável apertando a mão de pessoas aglomeradas, andando perto delas sem pensar em dispersar a todos em nome da pandemia que assola o mundo ,como deveria fazer enquanto chefe de uma nação cuja população está sendo acometida pelo perigoso e desconhecido vírus, a Globo vem dar uma de boa samaritana interrompendo gravações de novelas, tirando do ar programas (aliás, alguns deles chatíssimos) e aumentando o tempo do jornalismo sobre o tal vírus.

Tudo isso por quê? Para colocar jornalismo informando a população sobre a doença no Brasil? Para ser um bom exemplo de emissora interessada no Brasil e no bem estar da sua população, agindo como meio de comunicação entre poder público e sociedade? Para alertar os brasileiros a quem a emissora deve muito por serem plateia de sua programação e para quem devem o sucesso ou fracasso (mais sucesso que fracasso) dela?

“A Globo vem dar uma de boa samaritana interrompendo gravações de novelas, tirando do ar programas”

Por que não suspender programas que não acrescentam nada de cultural para fazer outros culturalmente úteis para o povo, durante período normal? Por que não alertar a todos do perigo da contaminação e da necessidade de cuidados especiais para evitar contágio durante o já realizado Carnaval?

Suspenda, Globo, as aglomerações em suas áreas de trabalho para cuidar da saúde de seus funcionários, sim. Passe informações importantes para a população, sim, pois isso é primordial nos dias de hoje. Faça isso porque é uma empresa responsável e conhecedora da sua importância no país. E não para tirar proveito político de uma catástrofe que ameaça a todos nós e da qual cada um está tentando se proteger de alguma forma.

“Passe informações importantes para a população, sim”

Comecei a escrever esse texto com um “engraçado”. Foi apenas uma forma de expressão. Não há nada de engraçado em sermos manipulados em meio a um salve-se quem puder na saúde.

Sabemos que você está passando por momentos de crise bem antes do coronavírus , Rede Globo, e que o atual governo está diretamente ligado a isso. Estamos também tentando sobreviver ao vírus, ao governo e a você, Rede Globo. E merecemos respeito.

***** ***** ***** ***** *****

Por Etelvina Almeida Lima. Professora e telespectadora da Rede Globo.

Leitor-articulista. Envie sua sugestão de artigo para jornalismo@comunique-se.com.br.

SOBRE O AUTOR

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR