Portal Comunique-se

Luto no jornalismo esportivo: Cadu Cortez morre vítima de infarto

banner - aniversário - comunique-se (1)

Jornalista passou mal durante viagem de avião da Argentina para o Brasil

Cadu Cortez tinha 40 anos e vinha trabalhando como locutor esportivo para o DAZN

Colegas do jornalismo esportivo entram em luto e lamentam morte do profissional

O jornalismo esportivo brasileiro amanheceu em luto. Aos 40 anos, o locutor esportivo Cadu Cortez entrou na manhã desta terça-feira, 3, para a lista de vítimas fatais do infarto. Ele passou mal durante o voo de Buenos Aires para Guarulhos (SP). Ele estava na Argentina para cobrir jogos transmitidos pelo DAZN, plataforma de streaming para a qual trabalhava desde outubro do ano passado.

Leia mais:

De acordo com informações de Gabriel Vaquer no UOL, Cadu Cortez chegou a ser atendimento pela equipe médica do aeroporto de Guarulhos. O jornalista chegou a ser levado ao hospital, onde sofreu novas paradas cardíacas e não resistiu. Conforme informações de colegas recebidas pela reportagem do Portal Comunique-se, o locutor esportivo chegou até apresentar melhora na madrugada, tendo até conversado com o seu pai, que é médico. Sofreu, porém, infarto fulminante na madrugada desta terça.

Em nota, o DAZN lamentou a baixa para o jornalismo esportivo. “Estamos profundamente entristecidos com a morte prematura de Cadu Cortez, um narrador talentoso, respeitado e querido por todos nós. Hoje marca um dia muito triste para o DAZN e o mundo do esporte”, pontua a empresa. “Cadu foi um profissional vibrante, cuja personalidade vivaz nos entreteve em diversos momentos. Sempre nos lembraremos dele pelo dinamismo e pela paixão que ele nutria pelo esporte. Ele sem dúvida fará muita falta. Estendemos nossos pensamentos e apoio à família e aos amigos do Cadu, nesse momento de despedida e tristeza”, complementou a plataforma de streaming desportivo.

Carreira

Formado em jornalismo em 2001 pela FMU, Cadu Cortez teve passagens por emissoras de rádio e televisão e também atuou como locutor de eventos. Foi repórter e apresentador da Rádio Eldorado e da TV Cultura de São Paulo. Investindo no jornalismo esportivo, trabalhou como narrador na Latin Sports e nos canais Fox Sports, além de rápida passagem pela Rádio Capital. Foi por anos o locutor dos eventos realizados pela marca Red Bull no Brasil. No último semestre de 2019, além de chegar ao time do DAZN, passou a atuar no time de editores e apresentadores do núcleo de podcasts do Estadão.

Colegas em luto

A morte de Cadu Cortez em decorrência de um infarto chocou o jornalismo esportivo do país. Pelas redes sociais, colegas fizeram questão de mostrar que estão em luto. E listaram algumas das qualidades do já saudoso companheiro — tanto no âmbito profissional quanto pessoal. “Jornalista, repórter, narrador e apresentador capaz de imitar o Leandro Quesada como se fosse ele mesmo. Como se incorporasse o personagem. Como se o dublasse. Como o seu pai dublava o meu herói desde criança. A gente aprende que a vida não é um desenho animado. Mas Cadu é desses caras que faz a vida ser mais animada”, postou Mauro Beting.

https://www.facebook.com/mauro.beting/videos/814921149014614/

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=3550783908324889&set=a.442195385850439&type=3&theater

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1046024269113056&id=100011164779889

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2939992682724431&set=a.125553140835080&type=3&theater

https://www.facebook.com/wagner.prado.712/posts/2747748868613697

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10157327733226795&set=p.10157327733226795&type=3&theater

Adeus

Familiares, colegas e admiradores do trabalho de Cadu Cortez poderão se despedir do jornalista esportivo. O corpo dele será velado no início da tarde desta terça-feira, 3 (das 12h às 14h), no Cemitério de Congonhas, na capital paulista. O enterro deve ocorrer por volta das 14h.

Compartilhe
0
0

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata