ESPECIAIS

CNN Brasil se movimenta às vésperas de entrar no ar

cnn brasil - basília rodrigues
"De Brasília, Basília Rodrigues". Jornalista troca a CBN pela CNN Brasil. (Imagem: divulgação)

Projeto jornalístico tem a promessa de estrear no país neste mês de março

Antes de ser oficialmente lançada, CNN Brasil apresenta mais novidades na equipe de jornalistas, na distribuição e na grade de programação

Com evento de lançamento voltado à imprensa e ao mercado programado para a próxima semana e estreia definida para 15 de março, a CNN Brasil segue apresentando novidades. A marca noticiosa chega agitada ao mês em que promete entrar no ar para valer na TV por assinatura e em outros canais. Somente nos últimos dias, foram confirmadas as contratações de mais quatro jornalistas. Além disso, há acerto para exibição de atração internacional e acordo com mais uma empresa de distribuição.

Leia mais:

Na parte de reforços, a CNN Brasil tem investido em ampliar a presença de mulheres na redação. Sobretudo na função de repórter. Com essa estratégia, o futuro canal tirou a premiada Basília Rodrigues da CBN. Ela, que estava na emissora radiofônica do Grupo Globo havia 12 anos, integrará a equipe de reportagem a ficar baseada na sede do projeto no Distrito Federal. Com isso, a jornalista poderá seguir com a frase que virou bordão: “de Brasília, Basília Rodrigues”.

“Aproveitando o embalo de carnaval, o trecho de uma música não sai da minha cabeça desde que tomei a decisão de sair, uma semana atrás: “Antes de me despedir, deixo ao sambista mais novo, o meu pedido final. Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar. O morro foi feito de samba, de samba pra gente sambar”. Então, vou ali curtir outras rodas de samba mas seguir na mesma melodia da notícia, que eu aprendi com todos vocês que fazem a Rede CBN existir: operadores de som, motoristas, auxiliares de limpeza, assistentes administrativos, produtores, repórteres, editores, chefes, gerentes e estagiários – da rádio que toca notícia”, publicou Basília Rodrigues em seu perfil no Facebook ao se despedir da Central Brasileira de Notícias.

DIRETO DE BASILIACBN: Precisamos falar sobre o seu nome.Eu: Basilia?CBN: É, porque não é muito sonoro "Basilia, de…

Publicado por Basilia Rodrigues em Domingo, 1 de março de 2020

Repórteres e apresentadora

Basília Rodrigues não foi a única repórter vinda de outro veículo de comunicação que nos últimos dias aceitou o desafio de fazer parte da CNN Brasil. Ao menos outras três mulheres jornalistas decidiram fazer o mesmo caminho. Com quase 10 anos de Record TV, Larissa Alvarenga trabalhará em Brasília. No novo emprego, ela será repórter especial, tendo a missão de realizar coberturas sobre os três poderes. Ex-SBT RS, Bruna Ostermann será, conforme noticiado pelo Coletiva.net, correspondente da CNN Brasil em Porto Alegre.

cnn brasil - larissa alvarenga
Fora da Record TV, Larissa Alvarenga seguirá na TV. (Imagem: divulgação)

Elisa Veeck completa a leva de mulheres jornalistas contratadas às vésperas da estreia da CNN no país. Com o acerto com o novo veículo de comunicação, ela trocará o interior de São Paulo pela capital paulista. Deixa o Vale do Paraíba para conviver na Avenida Paulista. Isso porque ela se desligou da TV Vanguarda, afiliada da Rede Globo com sede em São José dos Campos (SP), para ser uma das apresentadoras do projeto hard news. Ela estará à frente do ‘CNN Newsroom’. Será, assim, o principal rosto do canal nas madrugadas. Afinal, a atração será exibida diariamente, a partir do fim de noite.

cnn brasil - elisa veeck
Elisa Veeck vai comandar a madrugada da CNN Brasil. (Imagem: divulgação)

Programa internacional

Além das quatro jornalistas brasileiras, uma comunicadora estrangeira terá vez na programação diária da CNN Brasil. Na última semana, a emissora usou suas redes sociais para avisar: o programa de entrevistas apresentado há anos por Christiane Amanpour nos Estados Unidos será aproveitado por aqui. Com direito à tradução em português. “É uma das jornalistas mais premiadas do mundo e já entrevistou grandes personalidades do planeta e os mais importantes líderes mundiais”, afirma a emissora. A atração será exibida até durante os finais de semana.

cnn brasil - amanpour
Canal chegará à TV do Brasil com direito a conteúdo internacional. (Imagem: divulgação)

Distribuição na TV

Desde os primeiros momentos em que se anunciou a implementação da CNN Brasil, os responsáveis pelo projeto reforçam que o objetivo central é ser multiplataforma. Site oficial, perfis nas principais plataformas de redes sociais, podcasts, serviço próprio de streaming e canal no YouTube fazem parte de tal estratégia. A presença em pacotes de TV por assinatura é considerado, contudo, primordial para o sucesso da empresa. Nesse sentido, mais duas conquista foram alcançadas recentemente. Além dos acertos anteriores com Claro/NET e Sky, a CNN Brasil fechou acordo para estar em dois planos ofertados pela Oi TV. Também, confirmou acerto com a Vivo TV. Com a quadra de parcerias, a CNN Brasil estreará podendo atingir 12 milhões de assinantes de televisão no país. E detalhe: em todas as operadores, o canal da marca será o 577.

***** ***** ***** ***** *****

Atualização em 4/3/2020, às 9h50 = Acréscimos de informações sobre o dia de estreia, a parceria com a Vivo TV e o canal da CNN Brasil nas operadoras de televisão por assinatura.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR