Portal Comunique-se

Maior revista do Brasil, Veja deixa de contar com mais de 100 mil exemplares

Maior revista do Brasil, Veja deixa de contar com mais de 100 mil exemplares
Em anos anteriores, a revista tinha uma das maiores tiragens do mundo. (Imagem: reprodução/ Veja).

Em dezembro de 2015, a publicação da Editora Abril tinha tiragem superior a 900 mil. No fim do ano passado, a circulação foi de 92 mil

Compartilhe
nutra brasil - topo mega banner

2021 foi um ano de números negativos para a Veja. O veículo de comunicação, assim como outros impressos, sofre com grandes quedas de audiência, principalmente para seus exemplares impressos. No último ano, o veículo de comunicação registrou circulação de 92 mil, enquanto outros anos chegaram a ultrapassar a marca de 900 mil. Os números são de levantamento do Poder360, com base em dados do Instituto Verificador de Comunicação (IVC)

Leia mais:

O relatório coloca a Veja entre as três revistas com maior queda, ao lado de Carta Capital e Exame. Em anos anteriores, a publicação da Abril era responsável por recordes e contava com uma das maiores tiragens do mundo, com mais de 1 milhão de impressões por semana. No comparativo com o ano anterior, a diminuição de exemplares foi de 51.290 (36%).

(Fonte: Poder360).

O número abaixo de 100 mil se repete nos dados relativos à audiência online. O levantamento aponta que, em 2020, o número de circulação digital era de 117.131 e sofreu queda de 22%, chegando a 91.541 no último ano.

(Fonte: Poder360).

No total, a soma dos dois tipos de circulação chegou a 184.391 em 2021. O volume foi 29% menor do que os registros do IVC em 2020, quando a Veja contava com 261.271 no mesmo parâmetro. Em 2015, o número chegava a 1.144.106 exemplares.

(Fonte: Poder360).

O relatório, no entanto, não revela um cenário exclusivo à revista da Abril. No geral, a circulação de materiais jornalísticos impressos teve retração de 28%, enquanto os mesmos veículos viram diminuição de 21% em suas versões para a internet. O pódio negativo é formado por CartaCapital, com queda de 83%, Veja, com redução de 29% na circulação total e Exame, com retração de 21%.

Compartilhe
0
0

Julia Renó

Jornalista. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS) e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integrou o time de jornalistas do Grupo Comunique-se de julho de 2020 a abril de 2022.

nutra brasil - topo mega banner