COMUNICAÇÃO

Repórter da Band acusa Datena de assédio sexual

datena acusado de assedio sexual - denuncia da reporter bruna drews - band
Datena é acusado de assediar repórter do 'Brasil Urgente' (Imagem: reprodução/Band)

“O Datena destruiu a minha carreira”, diz Bruna Drews. Repórter afirma que sofreu assédio sexual de José Luiz Datena e processa a Band

Contratada da TV Bandeirantes desde 2014, a jornalista Bruna Drews veio a público nesta sexta-feira, 18, para fazer uma acusação contra um colega de emissora. Em entrevista ao site da Glamour, a repórter se coloca como vítima de assédio sexual por parte de José Luiz Datena. Ela revela que está processando o apresentador e a Band, que ao seu ver foi conivente com a situação.

“Ele me faltava com respeito no ar. A gente entrava ao vivo no meio de uma chacina e ele pedia, por exemplo, para balançar os peitos, ou mandava o cinegrafista descer a câmera para mostrar meu corpo. Eu ficava totalmente constrangida, e até o operador me pedia desculpas depois, dizendo que, se ele não fizesse isso, seria demitido”, garante a repórter. Bruna Drews garante, ainda, que o comunicador a chamava de “gostosa” e dizia “tocar punhetas” por causa dela.

Na entrevista à Glamour, a jornalista conta sobre o episódio que teria sido o mais constrangedor em relação à história de assédio sexual. Durante evento com a equipe do ‘Brasil Urgente’, realizado em bar na região central de São Paulo, Datena teria a impedido de sair, além de proferir palavras escrotas. “Você era muito gostosa antes. Você tem que voltar a ser gostosa porque eu batia punheta para você todos os dias, antes e depois do programa. Você não tem ideia de quanta punheta eu ja bati pra você”. Segundo Bruna Drews, essa foi a abordagem feita pelo apresentador.

Caso na Justiça

A acusação feita por Bruna Drews se dá no poder Judiciário, onde acionou o apresentador do ‘Brasil Urgente’ e a emissora. Detalhes do processo não foram relevado por correr em segredo de Justiça. O caso também foi levado ao Ministério Público, que recebeu queixa formal por parte da repórter. De acordo com informações, os procuradores do MP irão decidir na próxima semana se abrirá investigação policial.

bruna drews - datena - assedio sexual - band - reporter
Bruna Drews garante: foi assediada por José Luiz Datena (Imagem: arquivo pessoal/Instagram)

Afastada do trabalho

Bruna Drews reforça que o assédio por parte de Datena era recorrente. Ela, que está afastada do trabalho desde julho, conta que a situação a deixou doente. Afastada da televisão e recebendo salário via INSS, a profissional tem lutado contra a síndrome do pânico e a depressão. Além de Datena, ela acusa a Band. Para ela, executivos da emissora encararam o assédio como algo normal à personalidade do apresentador.

“Quando comecei a passar mal, eu mandei uma carta para a Band contando sobre o assédio. Tive uma reunião com o RH e o diretor artístico da época, Zé Emílio. Sabe o que ouvi? ‘Isso é típico do Datena, ele faz isso com as pessoas que gosta. Vai para casa, melhora a cabeça e depois a gente conversa'”, garante a repórter. “Ou seja, a Band foi totalmente conivente porque eu queria que ele fosse investigado, que chamassem as testemunhas e que o caso viesse à tona”, complementa.

Posicionamento do canal

Em relação às acusações feitas por Bruna Drews, a Band informou que não comentará o assunto. Procurada pela reportagem do Portal Comunique-se, a direção da emissora informa que tal postura precisa ser adota por meras questões legais. “O processo trabalhista em questão tramita em segredo de Justiça, a pedido, inclusive, da própria autora. A Band está impedida de se manifestar sobre o assunto”, posiciona-se o veículo em comunicado oficial.

Alvo principal das acusações, José Luiz Datena se posicionou por meio de seu advogado. Também em contato com a Glamour, Eduardo Cesar Leite, que defende o apresentador há 15 anos, colocou em xeque a condição psicológica de Bruna Drews. “O próprio advogado dessa jornalista diz que ela tem problemas psicológicos, que ela estaria tendo um distúrbio e que ela estaria sendo ameaçada de morte por estar fazendo matérias policiais”, diz. Em meio à situação, o comunicador não esteve à frente do ‘Brasil Urgente’ desta sexta, 18. O noticiário foi apresentado por Joel Datena, seu filho. E uma das pautas abordas foi a prisão de um médico acusado de… abuso sexual.

reporter bruna drews - band - datena - assedio
No dia em que Datena foi acusado de assédio sexual, ‘Brasil Urgente’ noticiou a prisão de “médico abusador” (Imagem: reprodução/Band)

Leia mais:

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Jornalista, 29 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em jornalismo digital pela ESPM. Há dez anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário' e 'Leitor-Articulista'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se