COMUNICAÇÃO

Fotojornalista é espancado durante cobertura de acidente

Jander Robson - fotojornalista - agressao
(Imagem: divulgação)

Jander Robson tentava registrar fotos de local de acidente de trânsito. Fotojornalista precisou ser socorrido e encaminhado ao hospital

O fotojornalista Jander Robson, da Rede Calderaro de Comunicação, foi agredido na manhã de segunda-feira, 21, quando chegava ao local de um acidente de trânsito em Manaus para registrar a ocorrência. Ele estava acompanhado da repórter Joana Queiroz, que contou que parentes da vítima fatal do acidente espancaram Robson antes que ele tirasse qualquer foto do lugar. Outros jornalistas também foram hostilizados, de acordo com Joana.

O fotojornalista precisou ser socorrido por uma ambulância e foi encaminhado ao hospital. Jander Robson foi liberado à noite, após ficar em observação. O irmão de Robson fez um boletim de ocorrência e duas pessoas envolvidas na agressão foram detidas. O fotógrafo compareceu ao 26° Distrito Integrado de Polícia um dia depois da agressão. Ele realizou o exame de corpo de delito e deu continuidade ao caso.

André Alves, editor-executivo do jornal A Crítica, que pertence à Rede Calderaro de Comunicação, disse que Jander Robson ficará afastado do trabalho até se recuperar física e psicologicamente. Alves afirmou que agressões do tipo não tinham acontecido antes em coberturas de fatos cotidianos, como um acidente de carro. “O que nós observamos é uma incompreensão do trabalho do jornalista, não só aqui, mas no país todo”.

Em nota, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas repudiou as agressões sofridas por Jander Robson. A entidade pediu a apuração dos fatos “quanto à postura dos policiais militares presentes no momento”. Segundo informações do jornal A Crítica, policiais militares presentes no local do acidente não prenderam em flagrante os agressores do fotojornalista.

Leia mais:

***** ***** ***** ***** *****

Por Natália Silva.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR