COMUNICAÇÃO

Secretário de comunicação da presidência está com coronavírus

Fabio Wajngarten - secretário de Bolsonaro com coronavírus
O secretário especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência, Fabio Wajngarten, participa de audiência pública na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado. (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Fabio Wajngarten acompanhou o presidente Jair Bolsonaro em viagem aos Estados Unidos

Resultado positivo para coronavírus em secretário de comunicação deixa agentes do governo federal em alerta

Chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten é mais um a entrar para a lista de brasileiros infectados pelo novo coronavírus. Ao decorrer da manhã desta quinta-feira, 12, veículos de mídia enfatizaram que o teste feito por ele deu positivo para o Covid-19.

Leia mais:

O diagnóstico de Fabio Wajngarten, já confirmado pela contraprova, ocorre após ele integrar a comitiva brasileira que viajou na última semana aos Estados Unidos. Em solo norte-americano, o titular da Secom esteve ao lado do presidente Jair Bolsonaro e de autoridades locais. Foto divulgada pelo Instagram mostra o secretário em companhia de Donald Trump.

Com a confirmação de que Fabio Wajngarten está com coronavírus, a atenção se volta para a condição do presidente da República, Jair Bolsonaro, e de outros integrantes do primeiro escalão do governo federal. Ao falar do caso, a Agência Brasil destaca que o Serviço Médico da Presidência vem adotando medidas para preservar a saúde do mandatário do país, da comitiva que esteve nos Estados Unidos e de todos os servidores do Palácio do Planalto.

Nesse sentido, Bolsonaro já cancelou a viagem que faria a Mossoró (RN). Com coronavírus, Fabio Wajngarten está em quarentena domiciliar. “O secretário de comunicação está cumprindo todas as recomendações médicas, em quarentena domiciliar, e só retornará ao seu trabalho quando não houver risco de transmissão da doença”, informa a Secom em nota.

Desmentido

Fabio Wajngarten foi diagnosticado com coronavírus horas depois de ironizar o trabalho jornalístico que chegou a apontar que ele poderia ser acometido pelo vírus. “Em que pese a banda podre da imprensa já ter falado absurdos sobre a minha religião, minha família e minha empresa, agora falam da minha saúde. Mas estou bem, não precisarei de abraços do Drauzio Varella”, postou o secretário em seu perfil no Twitter. Em quarentena domiciliar, ele não poderá receber abraços do médico-repórter do ‘Fantástico’ e de nenhuma outra pessoa.

Preocupação nos EUA

A contaminação de Fabio Wajngarten leva preocupação para além de autoridades brasileiras. Isso porque o chefe da Secom se reuniu com agentes da política e do ambiente corporativo dos Estados Unidos. O presidente norte-americano, no entanto, se mostra tranquilo em relação ao seu próprio estado de saúde. “Não estou preocupado”, disse Donald Trump, segundo reportagem do G1.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

COMENTAR

COMENTAR