COMUNICAÇÃO

TV Globo no Espírito Santo passa por reformulação e inicia demissões

TV Gazeta
Imagem: Reprodução

Os telejornais da TV Gazeta, emissora afiliada da Globo no Espírito Santo, estão passando por grandes mudanças. A partir do dia 19 de abril, a emissora passará a apresentar telejornais unificados, tanto no ES1 quanto no ES2, para as regiões Norte, Noroeste e Sul do Estado. Como resultado, profissionais serão demitidos nos próximos meses.

De acordo com matéria publicada pelo Notícias da TV, as demissões já iniciaram e um dos primeiros foi o editor-chefe da TV Gazeta Norte, Vinicius Batista, que trabalhava no canal há 17 anos. Apesar disso, a emissora afirma que a maioria dos funcionários deve continuar na empresa e que, apesar da mudança na operação do canal, as rotinas de produção e reportagem não serão afetadas.

Leia mais:

Social Media Training: os cuidados com a festa do Clubhouse
Equipe de reportagem é ameaçada ao vivo no Espírito Santo

Para o canal, essa será uma novidade positiva e aumentará o dinamismo na programação. Segundo texto publicado pela empresa, a partir do dia 19 de abril, os programas ES 1 e ES 2 serão transmitidos a 63 municípios, diretamente do estúdio em Vitória e contarão com mais entradas ao vivo.

“Ao longo da última década, equipamos nossas emissoras e levamos o sinal digital para todos os cantos do Estado. Com o ritmo de evolução da tecnologia, vimos que poderíamos, também, evoluir com o formato das notícias locais, integrando o Espírito Santo de Norte a Sul, valorizando o foco regional”, pontua o diretor-geral, Café Lindenberg, na nota.

À redação do Portal Comunique-se, a TV Gazeta informou que as emissoras regionais são importantes para o sucesso comercial e de audiência da emissora, alcançando aproximadamente 1,8 milhão de pessoas. “As emissoras regionais são pilares do sucesso comercial e de audiência da Rede Gazeta, e essa presença é motivo de orgulho para nós. O que está sendo feito é uma adequação à nova proposta de produção de conteúdo, com telejornais mais ágeis e nova linguagem, integrando o noticiário fora da Grande Vitória. Movimento similar já foi feito por afiliadas Globo em outros estados, como Goiás e Rio Grande do Sul”.