CARREIRA

Universidade de Stanford abre inscrições para bolsas de pesquisa em jornalismo

jsk - universidade de stanford - pesquisa em jornalismo - inscrições
(Imagem: divulgação)

Projeto é organizado pelo centro John S. Knight, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos

Com inscrições abertas, programa concederá 20 bolsas. Ideia é contemplar trabalhos de pesquisa em jornalismo

Estão abertas as inscrições para as bolsas oferecidas pelo centro de pesquisa em jornalismo John S. Knight, da Universidade de Stanford. Serão selecionados 20 participantes, que devem trabalhar em seus projetos entre setembro de 2020 e junho de 2021. Durante esse tempo, os selecionados podem participar de aulas e eventos promovidos pela universidade norte-americana.

Leia mais:

Para se inscrever no programa de bolsas de pesquisa em jornalismo, é necessário ter pelo menos cinco anos de experiência profissional. Também é preciso apresentar um projeto com potencial de gerar mudanças e ajudar a abordar algum dos seguintes temas:

  1. Os desafios da desinformação;
  2. Vigilância do poder;
  3. Desertos de notícias e jornalismo local;
  4. Enviesamento, intolerância e injustiça.

Interessados no programa de bolsas de pesquisa em jornalismo da Universidade de Stanford podem se candidatar até 4 de dezembro de 2019.

Brasileiro bolsista

Os trabalhos realizados por bolsistas em anos anteriores estão disponíveis no Medium do JSK. Entre os projetos de 2018 está o de Guilherme Amado, vice-presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e colunista da revista Época. Um dos textos feito por Guilherme Amado aborda a dificuldade de vigiar o poder no Brasil. O tema é considerado relevante na edição deste ano do projeto mantido pela Universidade de Stanford.

Os selecionados recebem ajuda de custo durante o período de trabalho no JSK, da Universidade de Stanford. A remuneração mínima é de US$ 85 mil, cerca de R$ 34 mil por mês. Profissionais casados ou que tenham filhos recebem auxílios específicos. Outras informações estão disponíveis no site do projeto.

***** ****** ***** ***** *****

Por Natália Silva.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR