ESPECIAIS

2019 foi o ano de Roberto Cabrini

cabrini
Roberto Cabrini: destaque em várias frentes ao decorrer do último ano. (Imagem: divulgação/SBT)

Repórter, apresentador e editor-chefe do ‘Conexão Repórter’, do SBT, Roberto Cabrini conquistou sucesso dentro e fora do telejornalismo em 2019. Ele se destacou em premiações, na influência digital e até no mercado editorial

2019 foi o ano de Roberto Cabrini

Jornalista do SBT, sendo apresentador, repórter e editor-chefe do ‘Conexão Repórter’, Roberto Cabrini foi destaque na imprensa. Do início ao fim do ano. Em 2019, o trabalho dele foi reconhecido para além da comunicação.

Em março, Cabrini se tornou um “Benfeitor da Humanidade”. Título esse que fora concedido pela ONG Um Milhão de Amigos em ação conjunta com o Parlamento World Parlament of Security and Peace (WPO). Na ocasião, fez questão de demonstrar que se sentia honrado e prestigiado. “É uma honra muito grande e uma demonstração da sintonia do nosso trabalho em relação aos interesses da sociedade, em termos de desvendar o que está oculto. Estamos no caminho de cumprir nosso objetivo, que é promover um jornalismo que gere justiça social”, comentou, conforme registrou na época este Portal Comunique-se.

Reconhecido por suas reportagens investigativas e de fôlego, Cabrini mostrou, mais uma vez em 2019, ser bom de audiência. Sob seu comando, o ‘Conexão Repórter’ se consolidou na vice-liderança do Ibope. Uma edição exibida em julho fez com que o SBT abrisse mais de 60% de vantagem sobre a Record TV no horário.

Influenciador digital

Os meses de 2019 se passaram e Roberto Cabrini seguiu em alta. Em outubro, foi a vez do produto jornalístico liderado por ele se destacar na internet. Isso porque o ‘Conexão Repórter’ foi classificado pelo Influency.me, solução de marketing de influência do grupo Comunique-se, como o mais relevante canal digital sobre jornalismo. Somente no YouTube, o programa tem mais de 1 milhão de inscritos. E o especial sobre o saudoso apresentador Gugu Liberato conta, sozinho, com mais de 2 milhões de visualizações.

Duplamente premiado

Até 2019, Cabrini era o único jornalista de fora da Rede Globo a conquistar a categoria ‘Repórter – Mídia Falada’ do Prêmio Comunique-se. E assim segue. Ele venceu pela segunda vez a disputa, que foi definida em três fases de votação, sempre de acordo com a preferência do público em geral, e teve a lista de vencedores revelada em festa realizada em São Paulo no início de novembro.

Um mês depois ao “Oscar do Jornalismo Brasileiro”, mais um prêmio para a conta da equipe liderada pelo jornalista investigativo. Em dezembro, o ‘Conexão Repórter’ foi eleito o melhor jornalístico pelo Prêmio Melhores do Ano, que foi promovido pelo site NaTelinha. Superou o ‘Fantástico’ e outras atrações informativas da televisão.

Escritor de sucesso

Dias após ganhar mais um troféu  do Prêmio Comunique-se, Roberto Cabrini estreou oficialmente como escritor. Lançou o livro No Rastro da Notícia. Na obra, ele apresenta os bastidores de 10 coberturas que ajudaram a marcar a sua carreira no telejornalismo brasileiro. Para divulgar o trabalho no mercado editorial, o comunicador promoveu sessões de autógrafos pelo Brasil e participou de eventos de faculdades de jornalismo. Como resultado, viu o seu livro ser sucesso de crítica e de público. Tanto que a primeira edição, com 8 mil exemplares, se esgotou em menos de um mês — fazendo com que a Editora Planeta se movimente para, agora no começo de 2020, ter uma nova remessa de No Rastro da Notícia nas livrarias espalhadas pelo país.

POR ISSO — E POR TANTAS OUTRAS AÇÕES –, É POSSÍVEL CRAVAR E COMEMORAR: 2019 FOI O ANO DE ROBERTO CABRINI!

Tags

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR