Portal Comunique-se

Censura: YouTube derruba vídeo informativo do Metrópoles

Fundo do YouTube inscrições abertas
O programa do YouTube é destinado a comunicadores negros de cinco países. (Imagem: iStock)

O conteúdo do Metrópoles teria sido responsável pela convocação de Weintraub à CPI da Covid

O Metrópoles foi alvo de censura no YouTube. Ao menos, é o que afirmam o jornalista Samuel Pancher e a diretora de redação do portal de notícias, Lilian Tahan. Segundo relato, a plataforma de vídeos online removeu um conteúdo informativo que teria levado à convocação do ex-ministro da Educação, Arthur Weintraub, para a CPI da Covid.

Leia mais:

Em uma série de tuítes, Pancher denuncia o caso e explica que o material era um compilado de vídeos, no qual era exposto o envolvimento de Weintraub com médicos que defendiam o uso de remédios considerados ineficazes para o tratamento da Covid-19. De acordo com ele, os trechos utilizados foram retirados da TV Brasil e de Eduardo Bolsonaro, os quais seguem publicados no YouTube.

“Uma contestação foi enviada e a remoção mantida. O YouTube diz que o vídeo faz PROPAGANDA de substâncias nocivas, ignorando a denúncia. E pior: os vídeos de onde retirei os trechos – esses promovem remédios – seguem no ar. Outros canais que repostaram meu vídeo também. Censura?”, indaga Samuel Pancher, no Twitter.

A justificativa para a retirada do vídeo é de que, segundo análise feita pelo site, o conteúdo afirmaria que “substâncias ou tratamentos nocivos podem ser benéficos à saúde”. Mesmo com contestação do Metrópoles, a resposta obtida foi a de que o material não voltará a ficar disponível. A sequência de publicações do jornalista, na rede social, foi compartilhada por Lilian Tahan, que classificou o caso como “irracional e irresponsável”.

Compartilhe
0
0

Julia Renó

Jornalista, 24 anos. Natural de São José dos Campos (SP), onde vive atualmente, após temporadas em Campo Grande (MS). Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MS), pós-graduanda em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi e voluntária da ONG Fraternidade sem Fronteiras, integra o time de jornalistas do Grupo Comunique-se desde julho de 2020.

Megalive do Prêmio Comunique-se 2021

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata