ESPECIAIS

CNN Brasil segue tirando jornalistas de outras empresas

cnn brasil - logo - glass studio
(Imagem: divulgação)

Mais dois jornalistas foram anunciados como reforços nesta semana

Thais Herédia e Fabio Portela chegam à emissora que entrará no ar em março

Anteriormente, CNN Brasil já tinha tirado Carol Nogueira do BandNews TV

Com a informação que entrará no ar na televisão por assinatura do país em março, a CNN Brasil segue se movimentando e desfalcando outras empresas. Nesta semana, o projeto anunciou as contratações de mais dois jornalistas. Chegam a empresa, Fabio Portela, como superintendente de relações institucionais, e Thais Herédia. Ela será comentarista de economia.

Leia mais:

Tendo a missão de ficar à frente da área de relações institucionais da CNN Brasil, reportando-se diretamente ao diretor-presidente Douglas Tavolaro, Fabio Portela acumula experiências em redações, comunicação corporativa e marketing político. Em veículos de mídia, passou por empresas como Folha de S. Paulo, Grupo Estado e Editora Abril.

Fabio Portela - CNN Brasil - Divulgação_Spokesman.
Fabio Portela: trabalho entre Brasília e São Paulo. (Imagem: divulgação/Spokesman)

Em 2012, Fabio Portela partiu para novas funções. Deixou a Editora Abril, onde era editor da Veja, para coordenar a equipe de imprensa da chapa de José Serra (PSDB) à prefeitura de São Paulo. Apesar da derrota do tucano para o petista Fernando Haddad, o jornalista seguiu no ramo de comunicação política e corporativa. Entre outras instituições, prestou serviços para a Fiesp.

Com a função de superintendente de relações institucionais, Fabio Portela trabalhará sempre em viagem entre São Paulo e Brasília. Atuará, dessa forma, diante da “capital financeira” e da se dos três poderes. “O Portela é um profissional experiente e com extrema habilidade para articular estratégias e estabelecer parcerias. Os últimos detalhes estão sendo preparados para a nossa estreia já no próximo mês”, comenta Douglas Tavolaro.

Volta à TV

Pouco mais de dois anos após ser dispensada pela GloboNews, Thais Herédia volta à TV. Ela se juntará ao time de jornalistas da CNN Brasil em São Paulo. Na nova casa, ela trabalhará como comentarista de economia. E terá atuação multiplataforma. Integrará o time de analistas do ‘Jornal da CNN’, com William Waack. Mas estará presente nas plataformas digitais mantidas pela marca.

Acertada com a CNN Brasil, Thais Herédia deixa outros projetos de jornalismo. Com a contratação, ela se desliga do MyNews e da Rádio Bandeirantes. Na emissora radiofônica, aliás, ela se despediu dos ouvintes nesta sexta-feira, 7. Ela vinha trabalhando como apresentadora do ‘Jornal Gente’. No MyNews, estava à frente de uma programa sobre economia.

“Mais um grande nome do jornalismo que chega ao time”

Jornalista formada pela UNB e com dois mestrados nas áreas de economia e mercado pela FIA, Thais Herédia trilhou o caminho oposto ao de Fabio Portela. Da comunicação corporativa, ela foi para redação. Antes de ser funcionária do Grupo Globo, ela foi assessora de imprensa do Banco Central. Também foi gerente de comunicação do Carrefour no Brasil. Na rede de supermercado, criou a área de comunicação externa.

Tamanha experiência faz com que Thais Herédia chegue à CNN Brasil sob elogios do diretor-presidente do projeto. “A Thais é uma jornalista experiente, com passagens por importantes veículos de comunicação do Brasil e uma referência em análise econômica. Mais um grande nome do jornalismo que chega ao time da CNN. Estamos realizando os últimos ajustes para a nossa estreia em março”, afirmou Douglas Tavolaro.

Thais Herédia - CNN Brasil Divulgação_Spokesman
Thais Herédia volta à TV por meio da CNN Brasil. (Imagem: divulgação/Spokesman)

Mais contratações

Thais Herédia não é o único desfalque recente do Grupo Bandeirantes de Comunicação provocado pela CNN Brasil em 2020. Na última semana de janeiro, a futura emissora de TV acertou a contratação de Carol Nogueira. Natural do Pará, ela vinha sendo aproveitada desde 2013 como apresentadora do BandNews TV. Era, vez ou outra, escalada para apresentar telejornais na Band (TV aberta).

Na mesma semana em que contratou Carol Nogueira, a direção da CNN Brasil usou as redes sociais para avisar que terá parceria com uma jornalista que é filha de indígena. Trata-se de Luciene Kaxinawá, natural de Rondônia. Será correspondente da emissora na Amazônia. A comunicadora iniciou a carreira na Amazon Sat, em Porto Velho. Nos últimos anos, produziu reportagens sobre tribos e sobre a fronteira do Brasil com a Bolívia.

Com estreia prevista para março, a CNN Brasil deve seguir contratando mais jornalistas. Processos que devem ser intensificados ao decorrer das próximas semanas. A ideia é ter o quadro de funcionários fechado ainda na primeira quinzena do próximo mês. Com a promessa de ser multiplataforma, a CNN Brasil estreará com sedes em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília.

Carol Nogueira - CNN Brasil
Carol Nogueira: da BandNews FM à CNN Brasil. (Imagem: divulgação)
Luciene Kaxinawá
Luciene Kaxinawá, a voz da nova emissora na Amazônia. (Imagem: divulgação)

***** ***** ***** ***** *****

Apostas 2020

‘Fala, Editor’: vídeo publicado na primeira semana de 2020 registra apostas para o meio jornalístico do país. A CNN Brasil é mencionada. Assista…

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Orelhudo, observador e contador de histórias. Não necessariamente nessa ordem. De sua querida Estância Turística de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, para o mundo. Graduado em jornalismo pela Uninove e com especialização em jornalismo digital pela ESPM, mas gosta mesmo de dizer que foi formado pelo Comunique-se. Trabalha na empresa há mais de 10 anos, indo de estagiário de pesquisa a editor sênior. No meio do caminho, foi estagiário de redação, trainee, subeditor, editor júnior e editor pleno. Gosta de escrever e de falar sobre (adivinhem?) jornalismo!

COMENTAR

COMENTAR